Esportes

Técnico do Sorriso rebate criticas do presidente do Sinop Futebol Clube sobre WO

O treinador do Grêmio Sorriso, Clayton Padilha, rebateu, hoje, as criticas feitas pelo presidente do Sinop Futebol Clube, Agnaldo Turra que ontem declarou que o treinador “acha que manda mais que” o presidente do Grêmio Sorriso, Irineu Zambiasi). A critica foi feita quando Turra expôs porque o Sinop não foi jogar a primeira rodada dos campeonatos sub-15 e 17, contra o Sorriso, que foi declarado vendedor. “Sou um admirador do trabalho do presidente (Agnado) Turra do Sinop, um grande diretor do futebol mato-grossense. Mas ele foi infeliz na colocação dele sobre o ocorrido no último sábado. Nós, da Associação Grêmio Sorriso, simplesmente cumprimos o protocolo, pois a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) não enviou nenhum ofício alegando a transferência do jogo”, rebateu o treiandor.

“Sendo assim, o jogo estava marcado para sábado, onde nossa equipe se fez presente, juntamente com arbitragem e, até mesmo, a ambulância estava no estádio Gigante do Norte”, expôs o treinador. “Ficamos surpresos pois estávamos prontos para o clássico, pois a competição já tinha sido adiada, nossos atletas estavam em condições de jogo, o presidente se equivocou em falar que eu, Clayton Padilha, mando no Sorriso pois sou um mero funcionário do clube. Não agimos de má fé, pois também somos formadores de atletas e de cidadãos”, finalizou.

Turra alegou que havia conversado com o presidente do Sorriso e, de acordo com sua versão, expôs que alguns jogadores do Sinop não estavam com nomes regularizados no boletim da CBF e propôs adiar a rodada e alega que o presidente do Sorriso havia concordado.

Na primeira rodada, o Cuiabá Esporte Clube dominou as duas categorias. No Sub-15 venceu por 2 a 0 Dom Bosco. Já no Sub-17, a equipe do Dourado marcou 2  e o Dom Bosco descontou fazendo um gol,  ontem, na capital.

Só Notícias/David Murba (foto: Lucas Torres/arquivo)