Esportes

São Paulo volta a vacilar em luta pela liderança e fica só no empate com o Ceará

O São Paulo voltou a vacilar na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro. Visitando o Ceará nesta quarta-feira, na Arena Castelão, em duelo atrasado válido pela 16ª rodada, o time comandado por Fernando Diniz até saiu na frente em um bom início de jogo, mas cedeu o empate na etapa complementar e teve de se conformar com a igualdade em 1 a 1. Diego Costa balançou as redes para o Tricolor. Léo Chú igualou para o Vozão.

Esse foi o segundo empate consecutivo do São Paulo na competição. No último domingo, o Tricolor ficou na igualdade com o Vasco, pelo mesmo placar desta quarta-feira. Caso vencessem o Ceará, Daniel Alves e companhia também dependeriam de um tropeço do Atlético-MG contra o Botafogo para assumir a liderança, mas, com o empate, o plano ficou ainda mais difícil.

Agora, o Tricolor terá de correr atrás do prejuízo contra o Bahia, em Salvador, no próximo sábado. A equipe de Diniz está invicta há 13 jogos no Brasileirão, com seis vitórias e sete empates, mas precisa voltar a vencer, o que não acontece há duas rodadas.

O jogo – O São Paulo começou a partida ligado. Logo aos quatro minutos, Gabriel Sara bateu colocado, buscando o ângulo, e assustou o goleiro Richard. Depois, foi a vez de Juanfran experimentar da entrada da área, pela direita, mandando para fora. Mas, de tanto insistir, os visitantes acabaram abrindo o placar aos dez minutos. Em cobrança de escanteio de Reinaldo, Diego Costa subiu sozinho e cabeceou para o fundo das redes.

Empolgado com a vantagem, o São Paulo foi pra cima do Ceará. Aos 21 minutos, Luan soltou uma bomba, de longe, contou com o desvio na defesa adversária e forçou Richard a se esticar todo para evitar o segundo gol dos visitantes. Pouco depois, Juanfran desceu pela direita e cruzou rasteiro para Luciano, que tentou completar para o fundo do gol, mas o goleiro de Ceará fez mais uma boa intervenção.

Na reta final, o Vozão cresceu na partida. Tendo de correr atrás do prejuízo, os donos da casa por pouco não empataram aos 34 minutos, quando Lima recebeu ótimo passe em profundidade, invadiu a área, mas, cara a cara com Volpi, viu o goleiro são-paulino fechar o ângulo. No rebote, Samuel Xavier também parou no camisa 1 tricolor. Na sequência, após cobrança de escanteio, o Ceará teve outra chance de empatar, mas Reinaldo apareceu no meio do caminho para bloquear cabeçada que tinha endereço certo.

O primeiro tempo era agitado, e antes de as duas equipes irem para o intervalo o São Paulo ainda chegou com perigo mais uma vez aos 43 minutos com Gabriel Sara, que ficou com a sobra da boa jogada individual de Reinaldo e bateu no cantinho, mas a defesa do Ceará conseguiu desviar.

A etapa complementar começou ainda mais agitada. Logo no primeiro minuto, o Ceará aproveitou o erro de Pablo na saída de bola, e Léo Chú aproveitou o toque de cabeça de Lima para, dentro da pequena área, estufar as redes, empatando para os donos da casa no Castelão. E a virada só não veio porque Tiago Volpi fez ótima defesa em finalização de Luiz Otávio. No rebote, Léo Chú tentou novamente, mas o goleiro tricolor novamente bloqueou o chute.

O São Paulo, enfim, respondeu aos nove minutos. Após boa troca de passes, Luan de Daniel Alves sem marcação, dentro da área, mas bateu de canhota e mandou longe do gol, desperdiçando uma excelente chance. Já aos 12 minutos, Pablo até balançou as redes, aproveitando o rebote do chute de Luciano, mas, após revisar do VAR, o juiz anulou o lance.

Nos minutos finais, o Tricolor ainda teve uma chance derradeira de sair de campo com a vitória nos pés de Vitor Bueno. Daniel Alves fez ótimo lançamento para Juanfran, que cabeceou para o meio da área, encontrando o camisa 12 do São Paulo, que bateu mascado e viu Richard fazer outra boa defesa e garantir o empate na Arena Castelão.

Gazeta Esportiva (foto: Rubens Chiri/assessoria)