sexta-feira, 23/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Palmeiras goleia e tira invencibilidade do Santos no Paulistão

PUBLICIDADE

Antes do jogo, até os jogadores do Palmeiras consideravam o Santos favorito. Mas dentro de campo, a história foi outra. Renovado com a presença do técnico Candinho, o Verdão superou o rival e conseguiu neste domingo uma vitória espetacular por 3 a 1 no estádio do Parque Antártica. Destaque para o meia Pedrinho, autor de dois gols, e para o goleiro Marcos, autor de milagres no segundo tempo para segurar Robinho.
Com o resultado, o Santos perde a invencibilidade no Estadual e a vice-liderança da competição para o Mogi Mirim, que goleou o Atlético Sorocaba nesta rodada. Já o Palmeiras continua em sua caminhada de recuperação e alcança os 17 pontos.

O Verdão volta a jogar na quinta-feira contra o Deportivo Táchira, da Venezuela, pela Copa Libertadores da América. Já o Peixe ganha a semana livre e só retorna aos gramados no domingo contra a União Barbarense, em casa.

O jogo – Com as duas equipes buscando o gol, o clássico começou bastante disputado. A primeira investida foi do Palmeiras. Aos 12 minutos, Cristian escapou pelo meio e rolou na esquerda para Lúcio, que demorou a finalizar e perdeu o gol.

Mais organizado, o Santos não demorou a tomar a iniciativa da partida. O primeiro susto para os palmeirenses veio em uma jogada de Fábio Baiano, que apareceu livre na área e tocou na saída de Marcos. A bola foi para fora.

Quem chegou mais próximo de marcar foi Deivid, em duas oportunidades pouco antes do intervalo. Na primeira, ele finalizou e a bola raspou o poste direito. No minuto seguinte, o atacante recebeu lindo passe de Robinho e, na segunda finalização, acertou a rede pelo lado de fora da meta de Marcos.

Mas o Palmeiras não estava morto e conseguiu abrir o marcador aos 42 minutos, quando Lúcio roubou a bola no meio-de-campo de Robinho e tocou para Correia na esquerda. O ala palmeirense acertou um ótimo cruzamento e Daniel antecipou Mauro para abrir o marcador.

Só que a festa palmeirense não durou muito. Logo aos sete minutos do segundo tempo, veio empate. Em contato com o zagueiro Gláuber, Deivid caiu na área. O árbitro confirmou o pênalti, irritando os donos da casa. Tranqüilo, Ricardinho deslocou Marcos e igualou o marcador.

Empolgado, o Peixe partiu ao ataque para tentar a virada. Aí começou um belo duelo. O craque Robinho teve três grandes chances de gol. Mas apareceu o paredão Marcos, que fez verdadeiros milagres, mostrando estar em grande forma.

Quando os palmeirenses temiam pelo pior, apareceu a estrela de Pedrinho, que entrou no segundo tempo em campo. Recuperado da última contusão, o jogador marcou dois belos gols de perna esquerda e definiu o movimentado clássico no Parque Antártica.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE