Esportes

Operário Várzea-grandense confirma contratação de 3 atacantes

Com média de 0,75 gols por partida no Campeonato Brasileiro da Série D, o Operário Várzea-grandense foi ao mercado e reforçou o ataque. O Chicote da Fronteira confirmou, no Boletim Informativo Diário da Confederação Brasileira de Futebol, a contratação de três atacantes, na tentativa de melhorar o saldo da equipe, que no Campeonato Mato-grossense era de 1,44 por jogo.

Um dos contratados já é velho conhecido da torcida e tem faro de gol. Uálisson Pikachu, 31 anos, que teve o contrato rescindido em setembro agora está de volta. Foi um dos artilheiros do CEOV este ano. Titular em todos os jogos, marcou cinco gols, sendo contra o Poconé, Araguaia, Mixto, Luverdense e Sinop. Após a saída, estava no Frei Paulistano (SP), e agora volta como esperança de gols do time.

Outro contratado, com menos experiência, mas potencial é o jovem Giancarlo Gonçalves, 20 anos. Natural de Montenegro (RS), fez a categoria de base no tradicional Bahia, desde 2018. Este ano foi negociado com o Novo Hamburgo (RS) e entrou em campo em duas oportunidades pelo Campeonato Gaúcho, sem conseguir balançar as redes.

A terceira aposta é William Chrispim, 29 anos, formado na base do Fluminense. Permaneceu nas Laranjeiras entre 2003 e 2008, até ir para o Duque de Caxias (RJ) e Tigres do Brasil (RJ). Também já passou pelo Boavista (RJ), América (RJ), Mangaratibense (RJ), Doze (ES), Guarany de Sobral (CE), Campinense (PB), Goiânia (GO) e atualmente estava no Bonsucesso (RJ).

O Operário Várzea-grandense está na sexta colocação (uma acima da lanterna) da Série D e, atualmente, a cinco pontos do G4, para garantir vaga a próxima fase. O próximo compromisso é no sábado, às 15h, diante do União de Rondonópolis, no estádio Dito Souza.

Conforme Só Notícias já informou, o CEOV também acertou rescisão contratual com o técnico Edson Ferreira da Silva, que acumulou oito jogos, com duas vitórias, dois empates e quatro derrotas. Para substituir, a diretoria anunciou um velho conhecido da torcida, Luiz Gabardo Júnior. Comandou o Chicote da Fronteira no início da temporada e fez boa campanha no Campeonato Mato-grossense.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: arquivo/assessoria)