terça-feira, 27/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Mato Grosso conquista mais de 20 medalhas nas Paralimpíadas Escolares em São Paulo

PUBLICIDADE
Redação Só Notícias (foto: assessoria)

A delegação de Mato Grosso encerrou sua participação nos Jogos Escolares Paralímpicos 2023, realizados em São Paulo, este fim de semana, com a conquista de com 29 medalhas, sendo 13 de ouro, 10 de prata e seis de bronze. Organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), o evento reúne 1,8 mil alunos-atletas dos 26 estados e do Distrito Federal, além de convidados do Paraguai, em disputas de 13 modalidades. O Mato Grosso foi representado nas modalidades de atletismo, natação, tênis de mesa, badminton, goalball, halterofilismo e tênis em cadeira de rodas.

O estado mato-grossense ainda teve outros destaques na competição, como três quebras de recordes com os atletas de Rondonópolis Thallysson Oliveira e Ana Clara Siqueira, na prova de salto em distância. Já nos 250m Ewellyn Vitória Corrêa do município de Lucas do Rio Verde bateu o recorde escolar da categoria sub-16. Integrante da Seleção Brasileira de base de goalball, o mato-grossense André Luiz foi artilheiro geral na competição.

Os tenistas Guilherme Oliveira de Souza, de Alto Araguaia e a cuiabana Ana Beatriz receberam o convite para participar do Camping Escolar Paralímpico, projeto anual do CPB que prevê o primeiro contato com a rotina de um atleta de alto rendimento. “Foi uma grande honra jogar pelo nosso Estado. Estou muito feliz em retornar para São Paulo em janeiro e julho do ano que vem para ter a chance de treinar com os treinadores da seleção”, afirmou Guilherme. 

“Como pai e técnico do Guilherme, agradeço demais o Governo do Estado por dar essa oportunidade para os nossos atletas paralímpicos. O apoio e suporte nas edições regionais e nacional foram fundamentais para alcançar tais resultados, e é muito bom quando a gente vê amor no trabalho de uma administração pública com o paradesporto”, avaliou o familiar, João Cleito Oliveira. 

Para o secretário Jefferson Carvalho Neves, fortalecer a base do atleta é incentivar um futuro de alto rendimento.“Para nós, o mais gratificante de tudo isso é possibilitar aos nossos atletas experiências como essa, aprendemos mais com eles do que eles com a gente e todos voltamos para casa ainda mais motivados para o próximo ano”.

Com apoio do Estado, 60 pessoas, entre atletas, comissão técnica, staffs e professores compuseram a delegação de representantes dos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Cáceres, Brasnorte, Paranatinga, Lucas do Rio Verde e Alto Araguaia.

“Nós tínhamos representantes do Estado inteiro vivenciando o maior evento esportivo para crianças e jovens com deficiência. Isso é muito grande. Oportunizar aos técnicos e atletas a chance de mostrar o trabalho e tudo aquilo que é feito durante um ano todo”, afirmou Neves. “Ano que vem pretendemos trazer ainda mais crianças e fazer com que essas políticas cheguem a todos os municípios de Mato Grosso”.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE