Esportes

Mato-grossenses são convocadas para seleção no mundial Sub-20 de atletismo

Mato Grosso terá duas representantes no Campeonato Mundial Sub-20, que será disputado logo após os Jogos Olímpicos de Tóquio, de 17 a 22 do próximo mês, em Nairóbi, no Quênia. A atleta Lissandra Maysa Campos, de 18 anos, e sua técnica, Maria Aparecida de Souza Lima, foram convocadas pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para integrar a seleção brasileira na competição.

Lissandra, que é contemplada com bolsa atleta, benefício concedido pelo governo de Mato Grosso via Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, é a primeira do ranking brasileiro sub-20 feminino na prova de salto em distância. Já sua treinadora, Maria Aparecida, é a primeira mato-grossense a competir na modalidade atletismo feminino em Jogos Olímpicos.

Ambas integram a equipe do Instituto Vicente Lenilson, em Cuiabá. Natural de Nossa Senhora do Livramento, Lissandra Maysa treina na equipe desde 2014. Em junho, a atleta garantiu o bronze no Troféu Brasil de Atletismo e, no início de julho, foi medalhista de prata no Campeonato Sul-Americano de Atletismo Sub-20, realizado em Lima, no Peru.

“Lissandra é um talento, é campeã desde os Jogos Escolares, campeã brasileira em várias faixas etárias em que participou, medalhista no Troféu Brasil, prata sul-americana e agora tem a chance de conquistar uma medalha no mundial. E, com a ajuda financeira do projeto Olimpus, ela consegue treinar com mais segurança e tranquilidade para voar ainda mais alto”, celebra o medalhista olímpico e assessor da Secel, Vicente Lenilson.

Vicente Lenilson na inauguração do Complexo Esportivo da Escola Liceu Cuiabano, construído em parceria com o governo do Estado   Quem também comemora a convocação das duas é o presidente da Federação de Atletismo de Mato Grosso, Tomires Campos Lopes. “Mato Grosso se garante, mais uma vez, como elite do atletismo no país. Seremos muito bem representados por Lissandra e Maria Aparecida.  E devemos esse sucesso ao apoio que o governo dispensa ao atletismo”.

Retomado e ampliado no ano passado pelo governo do Estado, por meio da secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, o projeto Olimpus garante auxílio financeiro mensal a 151 atletas de Mato Grosso, abrangendo categorias de base e de alto rendimento.

Esse ano, a política pública de fomento ao esporte foi ampliada mais uma vez, contemplando também os  treinadores esportivos.  Com a criação das categorias Bolsa-Técnico Nacional e Bolsa-Técnico Nacional Elite, profissionais de Mato Grosso irão receber valores mensais de R$ 1 mil e de R$ 1,5 mil, respectivamente.

O projeto ainda está possibilitando incentivos especiais aos participantes mato-grossenses nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2021. Atletas, paratletas, atletas-guias e técnicos convocados e/ou medalhistas nas competições mundiais têm direito à premiação que pode chegar a R$ 100 mil.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)