Esportes

Brasileirão de motocross dá a largada da 4ª etapa em Cuiabá

Por volta do meio-dia, deste domingo (29.05), o gate de largada instalado na pista da Lagoa Trevisan, será baixado, dando início à quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross em mais um grande acontecimento esportivo em Mato Grosso. Cerca de 150 pilotos de cinco categorias, incluindo as principais feras do cross nacional, estarão se apresentando para o público em uma disputa que promete muitas emoções, espetáculo e um show de saltos de tirar o fôlego.

Com todo o clima de uma grande prova, a corrida deste domingo será uma realização da Confederação Brasileira de Motociclismo, em conjunto com a Federação Mato-grossense de Motociclismo e Governo do Estado, por meio da Seel (Secretaria de Esportes). A comissão organizadora que desde a manhã deste sábado, tinha tudo pronto para a promoção, espera a presença de um público superior a 10 mil pessoas nas arquibancadas montadas no complexo da lagoa. Os ingressos custam 10 reais.

A adrenalina vai correr solta nas cinco baterias de hoje. A quarta etapa, que marca a chegada do campeonato à sua metade, envolve praticamente o circo inteiro do motocross nacional, onde todos ainda tem chances de chegar ao título. A programação será aberta por volta das 9 horas com os treinos livres.

No ano passado, Cuiabá sediou a sétima etapa (semifinal) e muitos pilotos, que não tinham mais chances, deixaram de vir. Assim, a pista da Lagoa receberá um número de pilotos jamais visto. Desde a noite de sexta-feira com a chegada das equipes, o complexo da Lagoa está em festa. A maioria dos pilotos se instalou em barracas e trailers. Ontem, às 9h30, muitos pilotos foram à pista para a sessão de treinos.

“Estamos prontos para uma festa como poucas. Estou apostando que esta quarta etapa vai se transformar no maior evento motociclístico de todos os tempos na região. Temos aqui uma das melhores pistas do Brasil e neste momento todas as atenções de pilotos do Brasil inteiro”, observou o presidente da Federação Mato-grossense de Motociclismo, Nélson Roberto Campos ao adiantar que o circuito recebeu uma reforma e a área que receberá o público vai oferecer conforto e segurança.

Ao acompanhar os treinos da manhã deste sábado, Nélson Roberto destacou que “Cuiabá tem o privilégio de ser uma das oito cidades que sediam o Brasileirão “o que faz a prova imperdível para os amantes do motociclismo local”.

Depois de assistir ao sucesso da etapa mato-grossense do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia, em Sinop, de 11 a 15 de maio, o secretário de Estado de Esportes e Lazer, Baiano Filho espera outra realização de peso para o esporte estadual, na pista da Lagoa Trevisan. “O Governo do Estado e a Seel tem feito tudo o que está ao alcance para oferecer ao povo mato-grossense atrações de alto nível. E que este evento sirva para difundir ainda mais o motociclismo na região”, assinalou Baiano, que voltou a visitar a pista de manhã.

Na pista, a perspectiva é de ótimos ‘pegas’. A briga pela vitória promete muitas emoções nas categorias MX2 e MX1, as principais. Na MX2, o paulista Rafael Zenni lidera com 56 pontos e tem em seu encalço o conterrâneo Marcelo Lima, que cresceu muito e aparece em segundo com apenas quatro pontos a menos.

Esta disputa será completa pela presença do paranaense Leandro Silva, vencedor das duas últimas etapas. O catarinense João Marronzinho está na primeira posição da categoria MX1, depois de vencer duas etapas, na frente do gaúcho Douglas Parise (segundo colocado) e o paulista Roosevelt de Freitas (terceiro).

Na disputa da categoria 65cc,os paulistas Gustavo Vieira e Felipe de Simoni, o goiano Everaldo Filho e o catarinense Douglas Santos, líder com 46 pontos vem fazendo um páreo acirrado. Nessa classe, o mato-grossense Cézar Zamboni, espera aproveitar o fato de estar correndo em casa para conseguir sua primeira vitória e entrar definitivamente na disputa pelo título.

Três pilotos prometem muito na busca da vitória na 85c. O paulista Thales Vilardi e os catarinenses Lucas Cattoni e Anderson Cidade ‘andaram’ lado a lado nas três etapas iniciais. Thales venceu duas e segue na liderança, com 70 pontos acumulados.

Entre os mais experientes que disputam a categoria MX3 – antiga Open, direcionada a competidores com mais de 35 anos –, o catarinense Milton Becker lidera com 75 pontos. Ele tem boas recordações de Cuiabá, já que foi na capital mato-grossense que conquistou o título da competição no ano passado.