Esportes

Adversários do Brasil suíços dizem que não há estratégia para parar Neymar

Adversário do Brasil, a Suíça chegou à Rússia na manhã da última segunda-feira e, nesta quarta, realizou um treino na cidade de Tolyatti, na região de Samara. Apenas 15 minutos foram abertos à imprensa e, após as atividades, o volante Valon Behrani e o meia Remo Freuler deram entrevista coletiva e alertaram: não há estratégia certa para parar Neymar.

“Você pensa em como pará-lo, assiste a vídeos, mas não existe uma estratégia para parar o Neymar, porque ele é um dos três melhores do mundo. Nós temos que torcer para ele estar num dia ruim e a gente num dia bom”, revelou Behrani, que atualmente está na Udinese, da Itália.

“Ele é rápido, você não sabe onde ele estará, mas o time não é feito só dele. Depende de todo o time do Brasil e depende de nós mesmos também. Teremos que nos organizar fortemente na parte defensiva para fazer a vida dele diferente naquele dia, mas… Não tem como pará-lo”, finalizou.

Mais confiante, o meia Remo Freuler, da Atalanta, disse que é possível parar qualquer jogador. “Ele é um dos melhores do mundo, mas o time não é só ele”.

A Suíça faz parte do Grupo E da Copa do Mundo, com Brasil, Sérvia e Costa Rica. A estreia dos suíços é justamente contra Neymar e companhia, no próximo dia 17, domingo, às 15h (de Brasília).