Educação

Escolas estaduais no Nortão iniciam correção das apostilas e entrega do material deste mês

Os estudantes que não têm acesso à internet, as escolas da rede estadual de ensino iniciaram a entrega do material impresso para o mês de setembro. Junto com a entrega, os pais devolvem as apostilas de agosto para a correção que será realizada pelos professores com respostas comentadas. Com isso, a expectativa é que os alunos tirem as dúvidas das atividades propostas. Mesmo sem internet para as aulas online, a maior parte dos alunos utilizam o aplicativo WhatsApp para contato com os professores.

Para a apostila de setembro, os conteúdos foram preparados pelos professores de cada unidade escolar – em agosto, ainda foram produzidas pelos professores da Seduc.

Na Escola Estadual Aline Maria Teixeira, localizada no município de Juruena (486 quilômetros de Sinop), o trabalho de recebimento das apostilas respondidas e entrega das novas, de setembro, já começou. A diretora Suetânia Rios Pagnussatt explica que 69% dos 511 alunos matriculados participam das aulas off-line. Por isso, a equipe gestora fez um agendamento para a entrega. “Metade de nossos alunos moram na zona rural onde não há acesso à internet. Por isso, estudam com material impresso”, assinala.

A escola colocou o cronograma de entrega nos grupos de WhatsApp e para reforçar, anunciou na emissora de rádio que tem alcance em toda a região. Até próxima sexta-feira, a equipe gestora entregará as apostilas de setembro e receberá o material de agosto, devidamente respondido. A entrega é a na escola para o responsável. Alunos a partir do 6º ou 7º ano também podem retirar. “Dividimos as turmas para evitar aglomeração. E avisamos o horário matutino e vespertino com intervalo de almoço. Com esse horário diferenciado conseguimos atender os pais que saem 11h para o almoço. Os pais que trabalham até as 17h, também conseguem se organizar para retirar ou entregar o material”, ressalta.

Na escola Estadual Pedro Barbosa, localizada na comunidade de Entre Rios, no município de Nova Ubiratã (171 quilômetros de Sinop), a entrega é feita na casa do aluno. Graças a uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Município, a equipe gestora está percorrendo as propriedades rurais onde residem os estudantes para fazer a entrega do material impresso de setembro e, ao mesmo tempo, recolher as apostilas respondidas.

Segundo a diretora Jussara Zimmermann, os professores já estão em processo de correção das apostilas e só retornarão aos alunos na próxima viagem.“Os professores estão corrigindo devagar, pois estão fazendo respostas comentadas. Se o professor tiver alguma dúvida sobre o que o aluno escreveu, entra em contato via WhatsApp para entender a resposta. Alguns professores vão no transporte devolver o material corrigido e ainda tirar dúvidas com os alunos”.

Conforme Só Notícias já informou, em Mato Grosso ainda não há previsão de retorno das aulas presenciais. De acordo com a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, a volta das crianças para dentro da sala de aulas só será permitida quando houver liberação dos órgãos internacionais de saúde e da secretaria estadual de Saúde.

Redação Só Notícias