Economia

Trabalhadores fazem manifesto na Câmara em Sinop contra redução no horário noturno de parte do comércio

Um grupo de funcionários de bares, restaurantes, lanchonetes, promotores de eventos, dentre outras pessoas que trabalham no período noturno estão, neste momento, fazendo manifesto, na recepção da câmara de vereadores, contra a redução no horário de atividades de uma parte das empresas e ao toque de recolher, que passou a vigorar na última sexta-feira, entre 23h e 05h. A medida segue até dia 19.

Com gritos de “queremos trabalhar”, a manifestação está sendo realizada no mesmo horário da sessão ordinária, que iniciou às 14h. Todos os vereadores estão reunidos. Policiais militares do Grupo de Apoio fazem a segurança do local.

O decreto foi definido pela prefeitura para conter casos de Covid e considerando que Sinop está com mais de 85% das UTIs no hospital regional lotadas. Alguns vereadores, como o presidente Elbio Volkweis manifestaram apoio ao toque de recolher e redução do horário de atividades de uma parte das empresas.

Conforme Só Notícias já informou, na última sexta-feira cerca de 50 funcionários de bares e similares, além da classe artística já havia se reunido em frente a prefeitura, para uma manifestação pacífica contra o decreto do toque de recolher.

No mesmo dia, pela manhã,  motoristas de aplicativos fizeram carreta contra as medidas expondo que, com a redução do horário de empresa à noite também acabam sendo prejudicados porque cai a quantidade de pessoas usando transporte.

Só Notícias/Luan Cordeiro (fotos: Só Notícias)