Economia

Sorriso volta a gerar mais empregos com carteiras assinadas; comércio lidera

O município de Sorriso voltou a gerar mais empregos com carteiras assinadas. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), no mês de abril, a capital nacional do agronegócio gerou 149 vagas a mais, resultado de 1.451 admissões e 1.302 demissões feitas por empresas e indústrias em todos os segmentos da economia. Em março, o resultado foi negativo ao mandar embora 398 trabalhadores a mais.

No mês passado, o melhor desempenho ocorreu no comércio ao abrir 103 vagas a mais, saldo de 544 contratos formalizações e 441 finalizados. A indústria de transformação também teve desempenho positivo ao gerar 34 postos de trabalho, resultado de 211 admissões e 177 demissões.

Só Notícias também constatou que no setor de serviços foram geradas 24 vagas a mais, resultado de 344 contratações e 320 demissões. A construção civil criou 17 vagas a mais, ao admitir 155 trabalhadores e demitir 138 pedreiros e serventes. O serviço industrial de utilidade pública gerou 3 vagas e o extrativismo mineral contratou uma pessoa.

Por outro lado, a agropecuária fechou mais vagas, no mês passado. Foram 33 vagas a mais, resultado de 224 demissões e 191 admissões.

Nós últimos 12 meses, Sorriso gerou 1.770 vagas a mais de empregos com carteiras assinadas, resultado de 18.105 contratações e 16.335 demissões. Em um ano, foram criadas 707 vagas a mais, saldo de 6.817 admissões e 6.110 demissões.

Conforme Só Notícias já informou, Mato Grosso voltou a gerar mais vagas de empregos com carteiras assinadas. Foram 2.106 vagas a mais, resultado de 32.406 trabalhadores contratados e 30.300 demitidos.

Em Cuiabá, foram criadas 469 vagas a mais, resultado de 6.690 contratações e 6.221 demissões.

O município de Sinop teve pelo terceiro mês seguido saldo positivo na geração de empregos com contração de 335 pessoas a mais.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: Tiago da Luz/arquivo)