Economia

Satélite possui autorização Ager para fazer linha Cuiabá-Sinop

A diretoria da Transportes Satélite considerou “absurda e improcedente” a estratégia de sua concorrente, a Empresa Norte Maringá/Real Norte, de defender a volta do monopólio no transporte de passageiros entre os municípios de Cuiabá e Sinop. A ação tramita no Conselho Estadual de Transporte (CET). “Estamos rigorosamente dentro da Lei, com nosso contrato em dia e com autorização da Ager emitida em novembro de 2004 para operar”, afirmou Andrigo Wiegert, diretor Administrativo da Satélite.

Ele explica que, na verdade, a Norte Maringá/Real Norte está com seu
contrato de concessão vencido e tenta buscar um monopólio que existia até meados dos anos 90. “Estamos atendendo a região e temos o aparo da própria Ager que, diante de estudos técnicos realizados junto à população, considerou pertinente tomar essa decisão”, afirmou.

Através do processo de nº1267/02, a Empresa Satélite obteve junto à Ager autorização para dois horários parciais no trecho da linha nº 98,
correspondente a Cuiabá – Sinop e vice-versa. A agencia reguladora acatou parecer de nº 362/365, fundamentado de que “se trata de situação peculiar e de que o município de Sinop, em direção a Cuiabá, não possui nenhuma concessão que tenha inicio naquele município, embora o mesmo seja pólo de referencia no Estado”.

A Ager argumentou ainda em seu parecer que “a concorrência deve ser equilibrada e não se justifica que naquele município, apenas servido por seção de linhas maiores, tenha ali originadas viagens apenas para umas das concessionárias que passa por ali”.

“Estamos tranqüilos e temos convicção de que a justiça será mesmo feita. O fato da Norte Maringá/Real Norte estar questionando a Ager é um direito que lhe cabe. Mas seria um retrocesso a volta do monopólio que, em última instância, prejudicará toda a população da região, que ficará privada de exercer em sua totalidade o direito constitucional de ir e vir”, afirmou Wiegert.