Economia

Rondonópolis gera mais de 1,6 mil vagas de trabalho em um ano, revela Caged

As empresas e indústrias em Rondonópolis terminaram o ano gerando mais vagas formais (com carteiras assinadas). O último relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, revelou que foram abertos 1.660 novos postos de trabalho no município, saldo de 29.872 contratações e 28.212 demissões.

Todos os setores tiveram desempenho positivo. O melhor foi verificado no comércio, que abriu 556 novos empregos, resultado de 9.102 contratações e 8.546 rescisões. O setor de serviços admitiu 11.209 trabalhadores e dispensou 10.730, resultando em 479 novas vagas. Na construção civil foram gerados 449 postos de trabalho, saldo de 3.950 admissões e 3.501 demissões.

O setor agropecuário teve o quarto melhor desempenho ao gerar 133 vagas, ao contratar 1.504 novos funcionários e demitir 1.371. A indústria de transformação formalizou 3.919 novos contratos e rescindiu 3.899, gerando 20 novos empregos. Já o setor de serviços industriais de utilidade pública teve 130 contratações e 112 demissões (+18). O setor extrativista mineral admitiu 58 trabalhadores e mandou embora 53 (+5).

Só Notícias ainda apurou que, apesar do resultado positivo no ano, Rondonópolis fechou dezembro (último mês de relatório) no vermelho. Foram fechadas 394 vagas formais, saldo de 1.667 contratações e 2.061 demissões. O pior resultado foi verificado na construção civil, que fechou 278 postos de trabalho. Já o comércio abriu 148 novos empregos e teve o melhor desempenho.