Economia

Mais de 40% dos atendimentos do Procon em Sorriso estão relacionados aos assuntos financeiros

O Órgão de Defesa do Consumidor em Sorriso contabilizou, de janeiro até agora, 751 atendimentos com algum tipo de denuncia ou reclamação via Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec). Desses, 40,08% estão relacionados aos assuntos financeiros por clientes insatisfeitos. Os atendimentos presencias continuam sendo feitos pelo órgão, no Ganha Tempo, e seguindo todas as medidas de distanciamento e higiene por conta da pandemia do novo Coronavírus.

Os serviços essenciais estão em segundo com 21,30% das queixas. Na sequência, aparecem telecomunicações (17,84%), produtos (11.85%), serviços privados (4,93%), saúde (2,80%), alimentos (1,08%) e habitação (0,13%).

Só Notícias constatou ainda que a financeiras está entre os assuntos mais demandados com 154  (20,51%) denúncias e reclamações com cobrança indevida, abusiva, cancelamento de serviço, valor, reajuste, contrato, demora no atendimento, não envio do comprovante e vício de qualidade.

Água e esgoto aparecem em segundo com 11,58%- 87 clientes insatisfeitos com recusa injustificada em prestar serviços, dano material, pessoal decorrente do serviço e vício de qualidade.

Já o terceiro assunto mais demandado é a prestação de telefonia celular. São 82 (8,81%) consumidores que procuraram o Procon para reclamar da cobrança indevida, abusiva, valor, reajuste, contrato, orçamento, recusa injustificada em prestar serviço, não fornecido, vício de qualidade mal-executado, inadequado e impróprio.

Ainda de acordo com o Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor, a faixa etária do consumidor que mais procurou o órgão para fazer reações são as mulheres com 50.37% com idades de 31 a 50 anos.

Redação Só Notícias (foto: reprodução/arquivo)