Economia

Governador atende entidades e estende horários para supermercados e restaurantes funcionarem

O governador Mauro Mendes atendeu, esta tarde, pedidos de entidades ligadas ao comércio, de Sinop e de dezenas de municípios,  e concordou que, aos sábados, os supermercados, mercearias e demais que vendem gêneros alimentícios possam funcionar até às 19h. Mas não é permitida a venda de bebida alcoólica para consumo no local.  A decisão anterior no decreto para conter a escalada de casos e mortes por Covid era que aos sábados o funcionamento seria das 5h às 12h.

Os restaurantes (inclusive os que estão em shoppings) que poderiam atender até o meio-dia agora poderão funcionar até às 14 horas, aos sábados e domingos, devendo manter os protocolos de saúde e normas sanitárias, com distanciamento de mesas, uso de álcool gel e máscaras.

Com o ajuste confirmado, há pouco, no decreto, as medidas em vigor são as seguintes:

• De segunda à sexta, proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h. Aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia. A exceção fica por conta das farmácias, imprensa, hospedagem, serviços de segurança e vigilância privada, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia, telefone e coleta de lixo.

• Supermercados poderão funcionar nos sábados das 5h às 19h.

• Restaurantes, inclusive os localizados em shoppings, poderão atender nos sábados e domingos até às 14h.

• Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local.

• Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local, e número máximo de 50 pessoas.

• Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 23h.

• O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente.

•  Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação.

•  Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.

Mato Grosso atingiu 96% de ocupação das UTIs, hoje, uma das maiores desde o início da pandemia e há apenas 20 leitos disponíveis no Estado. A PM está cumprindo os demais pontos do decreto para evitar aglomerações e já encerrou diversas festas com 43 pessoas sendo conduzidas às delegacias e multadas em R$ 500.

Mauro Mendes pediu, hoje, apoio ao embaixador dos Estados Unidos para compra de doses de vacina contra Covid para Mato Grosso.

Só Notícias (foto: Mayke Toscano/arquivo)