Economia

Dólar encerra seqüência de baixas e fecha a R$ 2,35

O dólar encerrou uma seqüência de cinco dias de desvalorizações nesta sexta-feira e terminou a sessão em alta, na cotação máxima do dia. A escalada da divisa norte-americana no mercado internacional contribuiu para sua apreciação no mercado local.

O dólar terminou o dia vendido a R$ 2,357, com valorização de 0,99%. Na semana, a moeda teve queda de 1,01%.

“Na verdade, o nosso (mercado) está seguindo o mercado lá fora”, disse o diretor de câmbio da Corretora Novação, Mario Batistel.

No front externo, o euro perdeu o patamar de US$ 1,20, caindo mais de um por cento contra a divisa norte-americana.

“O dólar está muito forte perante todas as moedas e ele (o real) acabou sentindo isso também”, disse o analista de mercados da Corretora Liquidez, Fábio Pfaender.

Profissionais das mesas de câmbio também apontaram uma recuperação natural do dólar contra a moeda brasileira, pois ele perdeu força ante ao real nas cinco sessões anteriores.

Nesse período a desvalorização acumulada foi de 2,7%, o que representa cerca de 86 por cento da desvalorização total do mês de junho que foi de 3,15%.

Alguns operadores afirmaram que importadores se aproveitaram do baixo valor da moeda norte-americana para atuar na ponta da compra.

A sexta-feira, disseram analistas, foi marcada ainda por uma certa cautela nos negócios pois os investidores evitaram fazer grandes apostas antes de um fim de semana prolongado nos Estados Unidos.