Economia

Consumo de energia aumenta 13% no Nortão

Foi implantada em abril deste ano a subestação rebaixadora de energia em Matupá (206km de Sinop). A subestação que funciona como um transformador, retrai a energia que vem nos linhões e as redistribui para as residências, diminui a tensão da linha de transmissão, para um padrão usado nos centros urbanos, sendo em Matupá de 138 KV(quilovolts) para 34,5 KV. Ao chegar nas residências, o transformador do poste diminuirá novamente a voltagem, para chegar ao nível de ligação dos aparelhos elétricos comuns, em 127 ou 220 volts.

Segundo a assessoria, a subestação atende 19.121 unidades consumidoras nos municípios de Matupá, Peixoto de Azevedo e Guarantã do Norte, além de uma parte dos municípios de Terra Nova do Norte e Nova Guarita.
Guarantã do Norte é o município que mais consome, com 5.438 residências, 637 comércios, 139 indústrias e 1.349 rurais. Em seguida vem Peixoto de Azevedo com 5.322 residências, 521 comércios, 63 indústrias e 1.545 rurais.
Matupá segue com 3.966 unidades consumidoras. Seguindo uma média de quatro pessoas por família, a subestação atende só nos três municípios, cerca de 53.696 pessoas em residências urbanas.
Desde a criação da subestação, o consumo de energia aumentou em 13% na região, mas possui uma capacidade para aumento de até 30%.

Só Notícias apurou que foram investidos R$ 3 milhões para a construção da subestação, que demorou cerca de seis à sete meses para ser concluída, empregando 40 pessoas.