Saúde

Vacinação anti-rábica não deve ser antecipada em Lucas do Rio Verde

O Escritório Regional de Saúde ainda está analisando o pedido da Vigilância Sanitária de Lucas do Rio Verde para antecipar a data da vacinação anti-rábica. Segundo a chefe do escritório, Ana Carolina Roika, não depende deles a aprovação do pedido, pois a campanha faz parte do calendário nacional e o pacote vem pronto, o que impede que possam fazer mudanças nas datas. “A princípio não há possibilidade. O Estado trabalho com 144 municípios, e fazem toda uma previsão para a campanha. O Governo Federal faz o repasse, o transporte”, disse ao Só Notícias, mas que estão procurando uma solução para o problema. O pedido foi feito visto que o mês da vacinação é mês de plantio no município, e pode prejudicar o alcance às comunidades rurais.

A data para a vacinação dos cães e gatos está marcada para o mês de outubro, sendo 1º de outubro o dia de maior concentração nos municípios. No mês de maio e junho, quatro municípios do nortão realizaram uma etapa da campanha, por não atingir a meta de 2004, sendo Itaúba, Santa Helena, Nova Ubiratã e Santa Rita do Trivelato, vacinando cerca de 2.030 animais.

Em 2004, Lucas do Rio Verde vacinou cerca de 3 mil cães e gatos.