Saúde

Secretário diz que divulgação de dados da Covid-19 em Sinop segue padrão do Ministério da Saúde

O secretário municipal de Saúde, Kristian Barros esclarece, ontem, que a é a metodologia de divulgação do  boletim informativo de situação epidemiológica local de pessoas com Coronavírus (Covid-19), em Sinop segue os mesmos protocolos adotados pelo Ministério da Saúde.  Os dados técnicos são apresentados todos os dias no final da tarde e englobam apenas o cenário local de pacientes residentes em Sinop.

“O município não pode somar casos de pacientes que são moradores de outras cidades, mas foram transferidos para o Hospital Regional de Sinop, por causa dos sistemas de notificação municipais. Vou relembrar que leitos hospitalares são alta complexidade e os dados são atualizados pelo Estado” explicou Barros através da assessoria.

As informações e dados de Covid-19 são atualizadas de forma constante por meio do Sistema SisReg (Sistema de Regulação), sendo esse o sistema que a Vigilância Epidemiológica do município utiliza para informar à Secretaria de Estado de Saúde. O SisReg é alimentado com dados fornecidos tanto pelas unidades públicas de saúde quanto por hospitais e laboratórios particulares de Sinop. “Isso significa dizer que o município domina e possui todos os dados necessários quanto ao cenário da Covid-19”, afirmou o secretaria .

Kristian Barros também esclareceu sobre as divergências entre os relatórios do município e Estado, que em alguns casos apresentam números diferentes para casos confirmados de coronavírus. “As diferenças de dados ocorrem por dois fatores: o primeiro é porque, como esse sistema é atualizado a todo instante, a Vigilância do Estado tem por horário final de atualização das últimas 24 horas, o meio-dia de cada dia e divulga no final da tarde. Já a Vigilância do município atualiza os dados todos os dias às 18h30”.

O secretário ressaltou o caráter oficial dos números divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, deixando claro que o município trabalha com casos confirmados e que só são contabilizados após exames laboratoriais em consonância com os protocolos do Ministério da Saúde. “O que tem acontecido muito em redes sociais são informações de que houve o atendimento de x pacientes com suspeita de Covid-19 em determinado hospital ou tantos exames coletados em determinado laboratório. Porém, sem resultados confirmados. O médico quando atende um paciente ele só pode confirmar 100% de certeza para coronavírus quando feitos os exames exigidos pelo Ministério da Saúde para que se confirme o diagnóstico da doença. Então, quando se diz em rede social que se atendeu x pacientes com coronavírus, assume-se responsabilidade sobre o diagnóstico sem exames confirmados”.

Para finalizar, o secretário de Saúde de Sinop também falou sobre o ofício da Defensoria Pública que solicita esclarecimentos sobre a divulgação dos números. “Trata-se de uma solicitação que iremos atender, respondendo exatamente com esses mesmos dados que estão sendo divulgados todos os dias, por meio das redes sociais e também no site da Prefeitura. O cenário de coronavírus é mundial, no Brasil todos nós acompanhamos essas atualizações diárias. As dúvidas sobre dados não acontecem só em Sinop. O que não se pode é ser leviano e espalhar mentiras e informações desencontradas”.

Redação Só Notícias