Saúde

Secretaria de Saúde de Sinop faz mobilização contra o fumo

Hoje é comemorado em todo o mundo o Dia Mundial sem Tabaco. Em Mato Grosso a Secretaria Estadual de Saúde está promovendo a campanha ‘Profissionais da Saúde no Controle do Tabaco’. Em Sinop serão realizadas mobilizações em todos os postos de saúde da família durante todo o dia. As 16 equipes de 109 agentes comunitários estarão ministrando palestras sobre o tabaco, sua composições e quais os problemas que ele traz à saúde.

A partir das 09:00h, haverá palestras e apresentação de teatro com fantoches no Clube dos Idosos. E no decorrer do dia os teatros, palestras e dinâmicas serão realizadas nos postos. “Vamos passar algumas fitas de vídeo e trabalhar na busca da conscientização dos males que o vício tabagista traz ao usuário”, disse ao Só Notícias, a enfermeira responsável pelo programa DSTs Aids, da Secretaria Municipal de Saúde, Suzi Kinoshita.

Além da preocupação com os usuários em si, existe o problema com as pessoas que convivem com os que fumam. São os chamados fumantes passivos que acabam sendo prejudicados. Só Notícias apurou que na fumaça do cigarro há cerca de 4.700 substâncias tóxicas diferentes, que poluem o ar e causam doenças. Mas a dependência do cigarro é provocada pela nicotina. De acordo com dados do Ministério da Saúde a estimativa é de que cerca de 5 milhões de pessoas morrem anualmente, vítimas do tabagismo. No Brasil, esse número corresponde a 200 mil óbitos.

Malefícios:
Os problemas de saúde mais freqüentes, causados pela aspiração da fumaça do cigarro são irritação nos olhos, manifestações nasais, tosse, cefaléia, aumento de problemas alérgicos e cardíacos, redução da capacidade funcional respiratória e o aumento do número de infecções respiratórias em crianças. Além disso, o tabaco e seus derivados provocam mais mortes prematuras do que a soma das mortes provocadas por AIDS, drogas, acidentes de trânsito, incêndios e suicídios. O tabagismo pode causar ainda impotência sexual nos homens, complicação na gravidez, aneurismas arteriais, úlcera do aparelho digestivo, infecções respiratórias e trombose. O consumo de derivados do tabaco provoca quase 50 doenças diferentes, dentre elas as doenças cardiovasculares, como o infanto e a angina, o câncer e as doenças respiratórias obstrutivas crônicas como o enfisema pulmonar e a bronquite.

O tabagismo é responsável, também, por 25% das mortes causadas por angina e infarto do miocárdio, 45% das mortes causada por doenças coronarianas em pessoas com menos de 60 anos, 45% das mortes por infarto agudo do miocárdio em pessoas abaixo de 65 anos, 85% das mortes causadas por bronquite e enfisema, 90% dos casos de câncer no pulmão e 25% das mortes causadas por doenças vasculares como o derrame cerebral.