Saúde

Governo repassará verba para atendimento de Saúde durante reforma de hospital no Médio Norte

O governo de Estado confirmou, ontem, que vai garantir recurso aos municípios que compõem a área de atendimento no Hospital Regional de Barra do Bugres (165 quilômetros ao Médio Norte de Cuiabá), durante a reforma  da unidade. O valor será pago mediante os atendimentos de saúde ofertados pelas gestões municipais à população, que não ficará desassistida no período em que a estrutura estiver em obra. “É preciso esclarecer à população dessa região que não existe o fato de desativação do Hospital Regional de Barra do Bugres. O que ocorrerá neste momento de transição de gestão entre o Consórcio Intermunicipal e a Secretaria Estadual de Saúde é uma paralisação temporária daquela instalação, que oportunizará uma ampla e moderna reformulação da estrutura física da unidade. O Governo vai reformar, equipar e entregar um hospital com serviços geridos pelo Estado”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Em reunião realizada, ontem,  com representantes dos município  circunvizinhos à Barra do Bugres, ficou acordado que a Secretaria Estadual de Saúde  assumirá a gestão da unidade e irá repassar recursos via Fundos Municipais, de forma a subsidiar os serviços médicos que eram oferecidos pela unidade regional. O valor do repasse ainda está em análise. “Iremos fazer um aporte de recursos para os municípios da região, para que eles possam contratualizar os serviços necessários para a região até que esse hospital esteja novamente em condições de funcionar. Este já era um hospital com poucos atendimentos realizados, até por força da sua precária infraestrutura e nós vamos modernizar”, avaliou o gestor, ao reforçar que o Governo manterá o padrão de qualidade dos Hospitais Estaduais que já passaram por melhorias estruturais, como Sinop, Santa Casa, Rondonópolis e Metropolitano

A previsão é de que os investimentos na reforma da unidade alcancem o montante de R$ 3 milhões, uma vez que toda a estrutura do hospital passará por melhorias. Atualmente, o Hospital Regional conta com 66 leitos de enfermaria e os pacientes internados já foram transferidos para outros hospitais.

Também participaram da reunião o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e os prefeitos de Arenápolis, José Mauro Figueiredo; de Denise, Eliane Lins; de Nova Marilândia, Juvenal Alexandre da Silva; de Nova Olímpia, José Elpídio de Moraes Cavalcante; de Santo Afonso, Joabe Almeida dos Santos; de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado; de Tangará da Serra, Fábio Junqueira e o vice-prefeito de Barra do Bugres, Gustavo Abi Rached Cruz.

Redação Só Notícias ( Mayke Toscano/assessoria)