Saúde

Fatores ambientais causam 25% das doenças, diz OMS

Cerca de 25% das doenças registradas em todo o mundo são causadas por fatores ambientais evitáveis, responsáveis por 13 milhões de mortes ao ano, alertou a OMS (Organização Mundial da Saúde) em um relatório publicado nesta sexta-feira.

Tais ameaças, que incluem água poluída, combustíveis perigosos, edifícios mal construídos e tráfego arriscado são a causa de um terço das mortes nos países em desenvolvimento, acrescentou a OMS.

Segundo a agência das Nações Unidas, prevenir riscos ambientais pode salvar até 4 milhões de vidas por ano, a maioria em países em desenvolvimento.

A OMS alertou ainda que seu estudo é o mais abrangente e sistemático já realizado sobre como os riscos ambientais evitáveis contribuem para o surgimento de doenças e ferimentos. “Nós sempre soubemos que o meio ambiente influencia a saúde profundamente, mas estas estimativas são as mais completas até hoje”, disse Anders Nordstrom, diretor interino da OMS.

“Isto nos ajudará a demonstrar que o investimento criterioso para criar um ambiente adequado pode ser uma estratégia bem sucedida para implementar a saúde e atingir o desenvolvimento sustentável”, acrescentou.

Cerca de 40% das mortes por malária e uma estimativa de 94% das mortes por diarréia –duas das maiores causadoras de mortes de crianças em idade escolar– poderiam ser evitadas com um melhor gerenciamento ambiental, segundo a OMS.

Além da diarréia e da malária, os outros dois principais problemas sanitários influenciados pelo pobre investimento são infecções respiratórias e diversas formas de ferimentos acidentais.

Indicando medidas em potencial para reduzir a ameaça, a OMS citou o armazenamento doméstico seguro da água e melhores medidas de higiene, bem como uma melhor administração dos recursos hídricos.

Também é fundamental o uso de combustíveis mais limpos e seguros, o aumento da segurança no ambiente de construção e o uso e a administração mais criteriosos de substâncias tóxicas em casa e no ambiente de trabalho.