Saúde

Dengue: moradores são notificados para limparem terrenos em Alta Floresta

A falta de cuidados com lixos em seus terrenos tem resultado em notificações para moradores. O departamento de Vigilância Ambiental já emitiu 30 notificações este ano e constatou que cerca de 80% dos focos do mosquito transmissor são encontrados em lixos domésticos, como latas, copos, plásticos, entre outros.

Segundo o coordenador Claudiomiro Vieira, até o momento nenhuma multa foi aplicada. “Se num prazo de dez dias o morador não tomar as providências é lavrado o auto de infração. Mas todos estão cumprindo as determinações no prazo”, destacou, ao Só Notícias. Pela lei, os proprietários de imóveis em que forem encontrados focos ou locais propícios para a reprodução podem pagar multas que variam de R$ 168 até R$ 1,5 mil.

Entre os meses de fevereiro e março, uma equipe de força-tarefa foi implantada no município e recolheu cerca de 50 caçambas de lixo. “Esperamos que, com os trabalhos desenvolvidos e com o encerramento do período chuvoso o índice de infestação tende a cair”, acrescentou Vieira.

Desde a aplicação do fumacê, que encerrou nos últimos dias, o índice de infestação do mosquito caiu cerca de 60%, passando de 1,74 para 1,10%. Mesmo assim, o município está entre os com maior número de contaminações no Estado. De acordo com a Secretaria do Estado de Saúde, teve 392 notificações no primeiro trimestre.