Saúde

Cuiabá ficará com totalidade de remessa de vacina norte-americana contra a covid

A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) aprovou resolução que estabelece a destinação, o armazenamento e a aplicação das 7.020 doses da vacina contra Covid-19 Pfizer, recebidas pelo Estado, nesta segunda-feira. Por orientação do Ministério da Saúde, o quantitativo será inteiramente destinado ao município de Cuiabá.

A assessoria do governo do Estado informou que as remessas futuras do imunizante norte-americano da Pfizer, que seriam destinadas à Capital, serão redirecionadas para os demais municípios do Estado até equacionar o total pactuado. A resolução determina que as unidades desta remessa sejam utilizadas como primeira aplicação em pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, em gestantes e puérperas. 

As doses da Pfizer ficarão armazenadas na Rede Frio Estadual. O município informou um cronograma de retirada dessas doses. Uma nova recomendação do Governo Federal definiu que, para a vacina Pfizer, o prazo para a aplicação da segunda dose é de 12 semanas.

O município deverá acompanhar os imunizados com a primeira dose para que esses possam receber prioritariamente a segunda dose dentro do período estipulado, sendo de responsabilidade da cidade qualquer alteração ou ajuste realizado quanto ao uso das doses. Segundo o governo do Estado, a aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelo município no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde.

Até o momento, Mato Grosso já recebeu 940.780 doses de imunizantes contra a Covid-19. O imunizante da Pfizer é o segundo mais usado no mundo, em cerca de 90 países. A eficácia estimada é de 95%. O Brasil fez um acordo para aquisição de 100 milhões de doses e, até agora, recebeu apenas a primeira remessa, com 1 milhão. 

Redação Só Notícias (foto: assessoria)