Saúde

Cobertura vacinal em Mato Grosso alcança bom desempenho

A Secretaria de Estado de Saúde (Ses) desenvolve programas e campanhas que visam proteger a saúde da população mato-grossense na prevenção de agravos. Um dos instrumentos mais eficazmente usados no cumprimento desse objetivo é a vacinação de rotina aplicada pela Saúde do Estado para evitar as doenças imunopreveníveis como a rubéola, o sarampo, a caxumba, a influenza, o tétano, a coqueluche, a difteria, a poliomielite, a tuberculose, a hepatite B e a febre amarela, e que têm como alvo especial às crianças nos primeiros anos de vida.

“Para este ano de 2006 a Saúde do Estado quer repetir o mesmo bom desempenho alcançado no ano passado, com excelentes índices de cobertura vacinal. Um exemplo foi a vacina tríplice viral, que imuniza crianças na faixa etária de um ano contra a rubéola, o sarampo e a caxumba, que obteve uma cobertura de 105,89% no ano de 2005”, explicou a gerente de Imunopreveníveis da Secretaria de Estado de Saúde, Selma Marques.

A vacina tetravalente, que é aplicada em crianças de menos de um ano de idade visando proteger essa clientela contra o tétano, a coqueluche, a difteria e o hemófilos influenza B (que previnem doenças como a otite, a pneumonia e a meningite), alcançou a cobertura vacinal de 99,93% no ano que passou.

A imunização contra a poliomielite, que imuniza crianças com menos de um ano na rotina, conseguiu uma cobertura que ultrapassou as expectativas da Secretaria de Estado de Saúde. Em 2005 foi vacinado um percentual de 107,17% das crianças do Estado contra a paralisia infantil (poliomielite) superando em 1,33% o percentual de 2004.

Durante o ano de 2005 o Estado conseguiu outro aumento de cobertura vacinal sobre o ano anterior: crianças até um ano de idade foram vacinadas contra a tuberculose com um percentual de 108,04%. A vacinação de crianças com menos de um ano de idade contra a hepatite B e contra a febre amarela também alcançou índices expressivos durante o ano que passou: 91,70% no primeiro caso e 94,90% no segundo.

2006 – Dados parciais de janeiro a abril deste ano, fornecidos pela Gerência de Imunopreveníveis da Secretaria de Estado de Saúde, mostram desempenho da cobertura vacinal que vai de satisfatório a excelente para as doenças contra as quais existem vacinas. Na imunização contra a poliomielite, em crianças de menores de 01 ano contra paralisia infantil, a cobertura é de 104,82%.

No caso da vacina contra a rubéola, o sarampo e a caxumba (tríplice viral) a cobertura é de 103,50%. A vacina tetravalente (hemófilos B, tétano, coqueluche e difteria) alcançou o patamar de 103,97% enquanto a cobertura contra hepatite B está com a cobertura de 98,22%. Além disso, a vacinação contra a tuberculose chegou a 108,17% e a contra a febre amarela é de 107,64% de cobertura. Além disso a campanha de vacinação do idoso, até o momento, alcançou o patamar de 96,48% de cobertura vacinal.