Saúde

Casos de dengue tem grande aumento em Lucas do Rio Verde

O município teve aumento considerável nos casos notificados de dengue, de janeiro até o início do mês, com 2.841 casos confirmados, quantidade superior a dos últimos três anos. Em 2019 foram  516, em 2020 1.736 casos notificados de janeiro a dezembro e, ano passado, 344 constatações.

Os bairros com maior número de pessoas que pegaram dengue são Bandeirantes, Rio Verde, Jardim Primavera, Tessele Júnior e Parque das Américas.

A supervisora da Vigilância em Saúde, Claudia Regina Engelmann, avalia que o momento é de atenção. “O cuidado inicia dentro de casa, por todos nós, se atentar nos possíveis focos, e precisamos da colaboração da população na vistoria dos seus domicílios, terrenos, em tudo que possa acumular água, como calhas, pneus, vasos de plantas, lonas. São locais em que o mosquito se prolifera e carrega o vírus da dengue, e a maioria dos focos encontrados é nos domicílios. Também orientamos para procurar ajuda quando tiver sintomas”, declarou, através da assessoria.

O trabalho dos agentes prossegue com visitas em casas e empresas visando eliminar focos e remover reservatórios, com a ajuda do morador. Em casos notificados e confirmados de dengue, os agentes ainda realizam o bloqueio de transmissão com a bomba costal motorizada.  O lixo doméstico ainda é um dos principais focos do Aedes nas residências. Em seguida, depósitos móveis (vasos, frascos, pratos, pingadeiras e bebedouros); depois vem pneus e outros materiais rodantes, depósitos como barril, tanque e poços, entre outros.

A prefeitura recebe denúncias sobre possíveis focos de dengue pelo fone 3548-2508.

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)