quinta-feira, 30/maio/2024
PUBLICIDADE

Campanha sobre Aids visa combater preconceito, alerta ministério

PUBLICIDADE

O Dia Mundial de Luta contra a AIDS é celebrado em todo o mundo no dia 1º de dezembro desde 1987. Neste ano o Ministério da Saúde, lança campanha de enfrentamento à Aids com foco na população de jovens homossexuais sob o ponto de vista de combater o preconceito.

No Brasil, a data passou a ser comemorada a partir de 1988, por decisão do próprio Ministério da Saúde. O dia foi instituído como forma de despertar a consciência da necessidade da prevenção, aumentar a compreensão sobre a pandemia e promover análises da sociedade e órgãos públicos sobre a doença.

Segundo o coordenador de Vigilância Epidemiológica, Juliano Silva Melo, o foco da campanha é estimular a reflexão contra o preconceito e a discriminação que a população homossexual, entre os quais os jovens, e de pessoas que vivem com HIV/AIDS sofrem diariamente. E sobre a falsa impressão de que a AIDS afeta apenas o outra, sendo que toda a população pode estar vulnerável ao contato com o vírus. "O HIV pode alcançar todo os grupos populacionais, atinge homens, mulheres, independente de orientação sexual e condições sociais e econômicas", disse ele.

O coordenador ressalta ainda que o preconceito apresenta-se como uma das maiores barreiras para quem vive com AIDS, interferindo até na adesão ao tratamento. A AIDS é uma doença crônica que possui tratamento e controle. "Quanto mais cedo a pessoa conhecer a sua condição sorológica mais fácil será o manejo do tratamento e acompanhamento da evolução da doença, proporcionando assim ao usuário melhor qualidade de vida e a oportunidade de repensar sobre a cadeia de transmissão", disse Juliano Melo.

A Secretaria de Estado de Saúde em parceria com os municípios mato-grossenses trabalha durante o ano todo com ações continuadas e estratégicas visando o controle e diagnóstico precoce do agravo na busca de casos novos de HIV e AIDS.

CAPACITAÇÕES – Periodicamente o Estado realiza capacitações de profissionais de saúde dos municípios para o diagnóstico e tratamento.

DADOS – Segundo o SINAN, do ano de 1984 até 2010, Mato Grosso apresentou registro de 6.937 casos de AIDS, sendo 6.729 casos em adultos (3.973 no sexo masculino, 2.756 no sexo feminino). Em menores de 13 anos foram notificados 208 casos.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE