Saúde

Alemão que viabilizou estrutura de UTI em Sinop lembra luta de bispo

O médico alemão Josef Wennemann, que liderou um grupo de benfeitores da Alemanha para construir, na década de 80 o Hospital Santo Antonio em Sinop e, agora, a ala para abrigar 10 leitos de UTI, inauguarada ontem, com investimentos de R$ 700 mil fez um discurso emocionado.

Ele lembrou a luta para construir o hospital, iniciada através de contato mantido com o bispo emérito de Sinop, Dom Henrique Froelich, falecido há 3 anos.

Em seu discurso Wennemann ressaltou:
“Em nome do LAZ (Centro Latino Americano) e do seu presidente Dr. Helmut Hoffmann, quero transmitir cordiais saudações da Alemanha. Este é um dia de alegria para os médicos e enfermeiros do Hospital Santo Antonio, sobretudo para as pessoas desta região, aos quais pode ser oferecida uma ajuda eficaz nos casos de doença grave.

Do planejamento até a elaboração e finalmente a liberação de recursos financeiros pelo BMZ (Ministério Federal Alemão para a Cooperação Econômica), passaram três anos. No entanto, em tão pouco tempo concluímos a construção desta UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

Entre os inúmeros projetos do LAZ no mundo, existem alguns com carinho especial. O presidente do LAZ tem o seu projeto próximo de São Paulo e o meu projeto de coração como Vice-Presidente do LAZ por vários anos é o Hospital Santo Antonio. E assim vai continuar se minha saúde assim permitir. Para confirmar isto, estou hoje aqui.

Nos anos oitenta, no século passado, se tornou conhecida uma expressão de Dom Helder Câmara, que aprendi na minha primeira viajem ao Brasil em 1987 como canção:
“se alguém sonha sozinho é apenas um sonho… se muitos sonham em conjunto, é o começo de uma nova realidade… sonhem este sonho!”.

A realidade deste sonho me tocou em 1987 no Rio de Janeiro na ocasião do primeiro encontro com o então Bispo de Sinop Dom Henrique Fröhlich, que em si é o verdadeiro fundador deste hospital.

E um segundo nome tenho que mencionar: Padre Karl Manfred Thaller. Ele foi minha pessoa de referência nos anos de planejamento e construção. Sem ele eu não teria suportado os altos e baixos dos anos turbulentos desta casa.

Qual é o sonho de um bispo se ele relata a precariedade do atendimento a saúde das famílias pobres, entre elas os trabalhadores rurais e de madeireiras?

No ano 1988 nasceu numa fazenda a idéia “vaca para o hospital”. Isto significa: comprar aqui vacas com doações da Alemanha… vender os bezerros e utilizar o dinheiro para o hospital. Desta maneira, a idéia se tornou na Alemanha uma campanha de doações, que ajudou entre outros, que este hospital se tornasse realidade.

Como ouvi dizer, os senhores pensaram que precisavam dar a esta ala da UTI um nome como agradecimento. No entanto, não estou aqui para ser contemplado como monumento, mas eu vejo meu nome representando todos aqueles que contribuíram para esta obra, tanto a menor doação da Alemanha quanto o menor trabalho aqui em Sinop, foi importante para a realização de um sonho.

O que inicialmente foi pensado como pronto socorro, se tornou um Hospital com significado regional, que pode trazer ajuda mais ampla e esperança de cura para muitas pessoas “, concluiu, emocionado, o médico alemão.