Ponto Final

Teto previdenciário – MT

O Conselho da Previdência aprovou, nesta 5ª, em reunião no Palácio Paiaguás, a criação de uma previdência complementar para os servidores estaduais de Mato Grosso, que será encaminhada como uma minuta de projeto de lei para apreciação da Assembleia. Na prática, será a criação de um fundo que complementará a aposentadoria de novos servidores de todos os Poderes e órgãos autônomos estaduais. Já em funcionamento em 17 estados, a previdência complementar prevê que todos os servidores que ingressarem no Estado a partir da aprovação, terão como limite para a aposentadoria o teto da Previdência, fixado hoje em R$ 5,8 mil, mas com o benefício de poder pagar a contribuição complementar.  “Foi um passo importante, até porque a criação de uma previdência complementar já é uma exigência da reforma da previdência nacional. Vamos regulamentar para que o servidor tenha direito de capitalizar as suas contribuições em regime de contas individuais e, com isso, garantir uma melhor aposentadoria para o futuro”, afirmou o governador Mauro Mendes, presidente do Conselho da Previdência.

Só Notícias