domingo, 19/maio/2024
PUBLICIDADE

Sem aumento !

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Não é nada boa a intenção do governo estadual de aumentar alíquota do ICMS para criar o fundo de combate a pobreza. Haveria um adicional de ICMS de até 2% sobre todas as operações ou prestações e aumento nas taxas de Detran, Sema, Segurança Pública e Vigilância Sanitária e outros. O combate a pobreza é obrigação do governos federal-estadual e, certamente, deve ser prioridade. Mas, aumentar a atual carga tributária, é reprovável. Só o ICMS cobrado na conta energia elétrica já é uma cacetada. É preciso encontrar outras alternativas para diminuir as desigualdades sociais, sem aumentar impostos.

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Novamente descaso

Outra vez o centro de Sinop voltou a ficar...

Distante da cidade

A Comissão de Infraestrutura Urbana e de Transporte da...

Sorriso premiada

Sorriso foi premiada, em São Paulo, com Prêmio Inova...

Decisão do PL para deputados

O presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto,...