Ponto Final

Repasses maiores

O governador eleito Mauro Mendes continua defendendo cortes nos gastos públicos para reduzir a crise no governo e deve ter muito trabalho para achar saídas. Ontem, os chefes de poderes e instituições de Mato Grosso formalizaram à Assembleia Legislativa, um pedido de incremento de 10% nos duodécimos previstos no projeto da Lei Orçamentária Anual de 2019. O aumento foi requerido pelo Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Justiça de Mato Grosso e Ministério Público Estadual. O argumento é que os valores previstos na lei orçamentária elaborada pelo governo Pedro Taques (PSDB) não serão suficientes para conter despesas e realizar investimentos no próximo ano. Se os pedidos forem acatados, o aumento que o governo estadual terá que fazer é de aproximadamente R$ 182 milhões nos repasses inicialmente previstos para 2019.

Só Notícias