Política

Wellington promete ser crítico a Mauro mas não fará ‘oposição por oposição’

O senador Wellington Fagundes (PR) afirmou, esta tarde, na tribuna do Senado, que fará ‘oposição crítica’ ao atual governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, com quem disputou a eleição em outubro passado, mas disse que não será “um parlamentar fazer oposição por oposição. Quero, acima de tudo, ajudar o governo do Estado” mas que será um parlamentar crítico “com aquilo que não estiver, a nosso ver, correto”. “Eu sou a favor de um Estado necessário. As reformas são necessárias, mas não podem, de forma alguma, tirar o direito daqueles que já construíram a sua vida e têm suas expectativas”, observou.

Escolhido para liderar o bloco Vanguarda, formado pelo DEM, PR e PSC, Fagundes enalteceu os parlamentares que tomaram posse no dia 1º. Ele destacou a experiência do senador Jayme Campos (DEM) e seu curriculum político de já ter sido prefeito, governador e senador. Também enfatizou a experiência da senadora Selma Arruda na área jurídica, a mais votada na última eleição. “Serão fundamentais para que possamos continuar avançando nas propostas que fundamentam nosso trabalho como Parlamentares e legisladores na defesa do nosso povo brasileiro e do nosso Estado”, disse.

Fagundes enfatizou ainda que “o momento nacional é agudo” e que os sintomas das necessidades mais urgentes cobradas pela sociedade foram determinantes em cada voto na última eleição. “O cidadão comum, com o título de eleitor em suas mãos e com as ferramentas da participação ao seu alcance, indicou que quer respostas às suas demandas mais urgentes”, disse, destacando a questão da saúde, educação e segurança, aliados ao cuidado com a coisa pública. A informação é da assessoria.

 

Só Notícias (foto: Andre Correa/Ag. Senado/arquivo)