Política

Tesouro Nacional aprova empréstimo de R$ 550 milhões para obras de infraestrutura em Mato Grosso

A secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) confirmou, esta tarde, que a secretaria do Tesouro Nacional  aprovou as garantias apresentadas pelo governo do Estado para contrair empréstimo junto à Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de até R$ 550 milhões, para a construção de pontes e à aquisição de equipamentos rodoviários, materiais e insumos destinados à execução de obras em Mato Grosso. Com a aprovação, o pedido de empréstimo segue para análise e autorização do banco federal, para posterior elaboração da minuta do contrato. A previsão é que o contrato de empréstimo seja assinado pela Sinfra ainda neste mês.

O empréstimo será realizado na linha de crédito do programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), com juros de até 5,7% ao ano e prazo de amortização de 96 meses, com carência de 24 meses. Com parte dos recursos oriundos do empréstimo, a Sinfra prevê a construção de 57 pontes de concreto em diversas rodovias estruturantes do Estado, como as MTs 100, 110, 130, 140 e 220, por exemplo. Além disso, o recurso do empréstimo será destinado para aquisição de máquinas e equipamentos, como moto niveladora, pá carregadeira, escavadeiras hidráulicas e pranchas para a manutenção de rodovias não-pavimentadas.

Também serão adquiridos bueiros metálicos, aduelas de concreto e 750 conjuntos de vigas metálicas e lajes de forma pré-moldadas. O conjunto de materiais e insumos atenderá à demanda dos municípios por obras de arte especiais, tanto nas rodovias estaduais, quanto em rodovias municipais.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, os investimentos serão importantes para o avanço do desenvolvimento do Estado, já que serão $ 550 milhões injetados na economia via investimentos em infraestrutura.  As obras contemplarão todas as regiões de Mato Grosso e, por consequência, beneficiarão todos os mato-grossenses.

“A secretaria do Tesouro Nacional  eferiu o processo Finisa e agora a Caixa Econômica envia para o voto de alçada. Esse será um investimento fundamental que iremos fazer não apenas na melhoria da infraestrutura, mas na economia de Mato Grosso. Quando executadas, as obras vão gerar mais ISS para os municípios, gerará o ICMS para Mato Grosso e haverá a movimentação dos recursos dentro do Estado, com a geração de empregos e aquecimento do comércio das regiões”, disse o secretário.

Oliveira afirmou ainda que as pontes de madeira são obstáculos ao desenvolvimento do Estado. “Com a construção das pontes de concreto para substituir essas pontes de madeira, além da manutenção das rodovias não-pavimentadas, com a aquisição e disponibilização dos equipamentos, Mato Grosso vai conseguir avançar. Vamos melhorar a logística e vida do cidadão que precisa circular pelas estradas do Estado”.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)