Política

Servidores municipais em Sinop terão 11% de aumento salarial

O prefeito de Sinop, Nilson Leitão, faz hoje o anúncio oficial de aumento de 11% para os servidores municipais. Ontem à noite, os servidores municipais reuniram-se, em assembléia geral, que durou em média duas horas e foi bastante acalorada com reivindicações da maioria dos participantes e discussões entre os servidores e do setor administrativo de Sinop.

A pauta principal foi a recomposição salarial de 33,65%, com base no IGPM (Índice Geral de Preços Médios) e nas perdas salariais de 4 anos e o pagamento de 30% sobre o menor salário da prefeitura correspondente à insalubridade, o equivalente a R$ 112 por mês.

O vice-prefeito e secretário de Administração de Sinop, Aparecido Granja, participou da assembléia e apresentou a proposta do prefeito Nilson Leitão, de recomposição salarial de 11%, com base no INPC, contando a inflação de 2004, a recomposição de 2003 de 10,38% e de 2004 de 11%. A classe trabalhista discordou inicialmente mas a direção do sindicato levará para debater com a prefeitura buscando umm percentual maior. Sinop tem 2,2 mil servidores públicos municipais de Sinop.

A questão da insalubridade também foi debatida ontem. A prefeitura propôs que aqueles que entraram na justiça para receber o benefício que retirem a causa para poder recebê-lo. “Nós poderíamos simplesmente deixar o barco andar, já que quando a Prefeitura tiver que pagar o benefício não será nesta administração, pois esses processos são demorados. Mas o que queremos é entrar num consenso para que no futuro o município não tenha que desembolsar, de um orçamento não previsto, cerca de R$ 5 milhões. Por isso acredito que é muito mais viável os servidores aguardarem para receber a partir de agora, do que quebrar os cofres municipais para receber a longo prazo o que já passou”, disse Granja.

Essas duas questões serão debatidas nos próximos dias entre a comissão e o administrativo. Prazo esse que encerra com a data base no dia 1º de maio, portanto a insalubridade e a recomposição salarial deverão ser efetuadas até o final do mês que vem.

Cerca de 200 servidores estiveram presentes no Plenário da Câmara Municipal. O secretário de Finanças, Astério Gomes e o vice-presidente da Câmara, Gilson de Oliveira, também estiveram presentes.