Política

Secretário-geral pede afastamento da Executiva do PT

O secretário-geral do PT, Silvio Pereira, pediu hoje o afastamento da Executiva Nacional do partido. Pereira foi acusado de intermediar a negociação de cargos no governo para aliados.

Pereira entregou sua carta de afastamento hoje ao presidente do partido, José Genoino. Na carta, ele pede para ficar afastado de suas funções até o término das investigações da CPI dos Correios.

Em nota divulgada pelo Diretório Nacional, o secretário-geral afirma que pede o licenciamento de todas as suas “atribuições partidárias até que o processo de CPI seja concluído”.

A assessoria de imprensa do PT divulgou uma segunda nota, encaminhada ao presidente do PT, José Genoino, e ao secretário nacional de organização, Gleber Naime. Na carta, Pereira solicita que seja abertoi um processo de coissão de ética para apuração de todas as “denúncias envolvendo seu nome.

O PT informou que a carta deve ser analisada na reunião da Executiva Nacional do Partido, marcada para acontecer amanhã em São Paulo.