Política

Relator vota por cassação de prefeito em Mato Grosso e julgamento é suspenso

O juiz Renato César Vianna Gomes, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, relator do processo, votou pela cassação do prefeito e do vice-prefeito do município de Chapada dos Guimarães, respectivamente, Gilberto Schwarz de Melo e Flávio Daltro Filho, acusados da prática de compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições municipais de 2004. Mas a conclusão do julgamento somente ocorrerá na próxima sessão (quinta-feira – 04/08), pois o desembargador Antonio Bitar Filho pediu vistas dos autos.
          
A representação foi movida pela candidata derrotada, Mabel Strobel Moreira Weiner, rejeitada inicialmente pelo Juízo Eleitoral de Chapada dos Guimarães. No TRE, a cassação também foi defendida pelo Ministério Público Eleitoral.
          
Gilberto de Mello foi acusado de comprar votos de eleitores que frequentam a Igreja Assembléia de Deus localizada em uma comunidade rural daquele município. O prefeito teria oferecido, através de um parente, dinheiro, cestas básicas e um veículo.
          
Conforme o relator, existem no processos provas robustas que ensejam a cassação do prefeito. Além do desembargador Bitar, faltam votar outros quatro juízes membros do TRE. O presidente, sétimo julgador, só votará em caso de desempate.