Política

Projeto apresentado em São Paulo foratelece turismo em Feliz Natal

Uma platéia selecionada de mais de 200 agentes de viagem tiveram ontem, em São Paulo, uma amostra do potencial do mercado de turismo de Mato Grosso, em especial do “Roteiro Xingu”, que compreende visitas a uma aldeia, banhos de rio e convivência com índios de duas culturas.

O evento foi realizado no Sesc Pompéia, em São Paulo, e é o primeiro de uma série organizada pelo Governo de Mato Grosso para divulgar as mais diversas atrações do estado para agentes de turismo e profissionais da imprensa de diversas cidades brasileiras.

No caso do Roteiro Xingu, a idéia é incentivar a visitação controlada de uma aldeia construída exclusivamente para isso em uma RPPN (Reserva Particular de Proteção Natural) vizinha ao Parque Nacional do Xingu, no Município de Feliz Natal, norte do Estado. Ali o turista é recebido pelos próprios índios das etnias Waurá e Trumai, e durante quatro dias assiste a danças e outros rituais, conhece histórias e lendas indígenas e participa do dia-a-dia da aldeia.

O roteiro do “etnoturismo” foi criado pela agência de viagens Freeway, especializada em turismo ecológico, em parceria com os próprios índios. A área foi cedida pelo fazendeiro João Vicentini, que está na borda do Parque há 25 anos. A aldeia de visitação está à margem do rio Von Den Steinen – a 110 km de Feliz Natal e a 240 km de Sinop – e próximo a ela existe uma pousada para as pernoites. O prefeito de Feliz Natal, Manuel Sales, esteve na solenidade de lançamento destacando também as maravilhas da natureza no Nortão

Segundo João Vicentini, houve uma preocupação dos organizadores do roteiro em minimizar os impactos que poderiam advir do contato do homem branco com os índios. Por isso, cada visitação será feita por um grupo de no máximo 14 pessoas e boa parte da renda obtida ficará para a associação dos índios. A expectativa, a partir da divulgação, é que por volta de 300 turistas passem anualmente pela RPPN.

Conforme informações do site da Freeway (www.freeway.tur.br), o pacote do Roteiro Xingu sai a partir de R$ 4,5 mil partindo de São Paulo por via aérea, e de R$ 2,8 mil por via terrestre.

A agente de viagens paulista, Carla Roseira, que foi ao Sesc Pompéia para conhecer o roteiro, disse que já teve a procura de clientes que queriam fazer um verdadeiro “programa de índio”, ou seja, passar algum tempo em uma aldeia para conhecer o modo de vida local, mas não sabiam por onde começar. “Agora já sabemos para onde levá-los. E eu mesma fiquei interessada em participar”, disse ela.