Política

Professores pedem apoio de deputados para renegociar perdas salariais

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Silval Barbosa (PMDB) se reuniu com uma comissão de professores estaduais para discutir assuntos referentes a questões salariais da categoria. Também participaram da reunião, os deputados Humberto Bosaipo (PFL) e Verinha Araújo (PT), além do secretário de administração, Geraldo de Vitto.

Os professores pediram apoio ao presidente da Assembléia para negociar junto ao Governo do Estado, sobre as perdas salariais e o adicional de 20% de final de carreira, que segundo eles, foi retirado do salário.

Consta ainda que os professores cobram a gratificação de cargos comissionados, onde a maioria deles não está recebendo esse bônus. “A questão salarial está sempre em discussão e na maioria das vezes os aposentados ficam de lado. Estamos apenas reivindicando nossos direitos”, lembrou a professora Célia Guimarães Oliveira.

O presidente da Assembléia argumentou que dará todo suporte aos aposentados da educação. “Vamos analisar o quadro geral que eles (aposentados) estão pedindo para depois negociarmos junto ao Governo do Estado. A Assembléia está aberta para o diálogo com todos os profissionais”, destacou Silval.

“Queremos saber porque o governo tirou o subsídio deles (professores) e acredito que até a próxima semana deveremos ter uma solução para o caso”, explicou Bosaipo.

Para o secretário estadual de administração, Geraldo de Vitto, que prometeu se reunir novamente com a classe no dia 6 de maio (sexta-feira), a categoria não precisa ficar preocupada com o problema.

“Após uma análise profunda do caso, vamos solucionar esse impasse com os professores. É um direito deles (aposentados)”, disse De Vitto, ao assegurar que o governo vai efetuar os pagamentos pendentes. De acordo com informações da própria Secretaria de Administração, ontem (28) mesmo a superintendência do órgão iniciou os trabalhos para levantar os dados necessários.