Política

Procuradores e promotores em MT fortalecerão combate a propaganda eleitoral antecipada

Procuradores regionais eleitorais em Mato Grosso se reuniram com promotores estaduais para alinhar as estratégias que serão utilizadas nas eleições de 26 de abril para senador. A reunião foi na sede MPF e o foco principal foi a propaganda fora do período eleitoral pelos pré-candidatos tanto nas eleições suplementares de abril, quanto para as eleições municipais de outubro, de prefeitos e vereadores. O procurador da República, Pedro Melo Pouchain Ribeiro disse que a ideia é trabalhar de maneira coordenada e preventiva antes e durante o período eleitoral. “Vamos acompanhar de perto situações que podem ter a sua legalidade questionada, situações duvidosas, principalmente em relação a propaganda. É fundamental que desde o início tenhamos um acompanhamento razoável para que possamos também orientar e recomendar aos pré-candidatos e aos partidos para que tenhamos uma campanha legítima”, acrescentou o procurador regional eleitoral.

Para o coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAO) Eleitoral, promotor Marcelo Lucindo Araújo, será um ano de muito trabalho e, por isso, a necessidade de começar cedo as tratativas para o período eleitoral. “A reunião serviu para ajustarmos os ponteiros, uniformizar a atuação e estreitar a parceria entre a Procuradoria Regional Eleitoral e o Ministério Público Estadual. Estamos na fase inicial das tratativas, mas com objetivo de conferir uma uniformidade de atuação, principalmente em matéria de propaganda eleitoral, para desenvolver um trabalho efetivo e que reverta em prol de uma eleição justa, democrática e equilibrada entre todos os candidatos”, afirmou.

Ano passado, a Procuradoria Geral Eleitoral denunciou a senadora Selma Arruda (Podemos)  por caixa 2 e abuso de poder econômico na campanha de 2018. A denúncia foi acatada pelo TRE que a cassou por caixa 2 e a decisão foi mantida pelo TSE. Ontem, a eleição de novo senador foi marcada para 16 de abril.

Só Notícias (foto: assessoria)