Política

Presidente Câmara de Sinop deixa PSDB para apoiar Maggi

O presidente da Câmara de Sinop, José Pedro Serafini, confirmou hoje sua saída do PSDB, partido onde milita desde 1993. Pedrinho afirmou que saiu para apoiar a reeleição do governador Blairo Maggi (PPS). “Fiz um compromisso político com o governador no início do ano, que o apoiaria para a reeleição e não seria justo de minha parte apoiar um candidato de outro partido”, ressaltou. Serafini pretende ficar algum tempo sem partido. Ele prefere não adiantar em qual partido deve ingressar. “Na política temos que estar atrelados a algum partido, mas ainda não tenho nenhuma definição”, diz. Sobre ingressar na bancada de oposição, ele afirma que nunca fez parte da mesma. “Nós nos juntamos no início do ano para a administração da câmara, mas minha relação com o prefeito de Sinop está acima de qualquer motivação partidária”, concluiu

Pedrinho explicou ao Só Notícias que se desfiliou oficialmente, mas sua relação com o partido e com o prefeito de Sinop continua sendo das melhores. “Minha saída não vai mudar a relação com Nilson Leitão que é acima de tudo, de amizade. Vamos continuar priorizando os interesses de Sinop”, disse hoje, ao Só Notícias.

Desde dezembro passado o relacionamento político entre o prefeito e o presidente da Câmara passou a ser de altos e baixos. A primeira divergência foi sobre a composição com vereadores adversários de Leitão para Pedrinho ser eleito presidente do legislativo.
Pedrinho não cedeu aos apelos para ser composta a mesa diretora com os vereadores eleitos pela coligação da qual fez parte. Já nas primeiras sessões ordinárias da câmara manifestou apoio a candidatura do vereador Juarez Costa (PMDB) -adversário de Leitão- a deputado estadual. Na prática, retribuiu o apoio recebido para eleger-se presidente. Nos últimos meses, o relacionamento entre o prefeito e o vereador melhorou e o presidente ajudou nas articulações políticas para viabilizar apoio a alguns projetos do Executivo. Recentemente, estiveram juntos em audiência, em Brasília, com o vice-presidente da República, José Alencar, viabilizando recursos para obras no aeroporto de Sinop.

A presidente do PSDB, Sineia Abreu, foi comunicada oficialmente na terça-feira sobre a saída do presidente do legislativo. “Ainda não consegui conversar pessoalmente com o presidente mas já esperávamos a saída dele”, disse Sinéia, acrescentando que ele já havia dito em outras ocasiões que deixaria o partido e até por determinadas posturas políticas que adotou em relação a projetos do Executivo.

O PSDB começou o ano com a maior bancada na Câmara. Tinha 4 vereadores. Primeiro saiu o vereador Gilson de Oliveira, vice-presidente do Legislativo, que foi para o PP. Pedrinho é o segundo a sair. Agora a bancada do PSDB ficou com dois vereadores: Jorge Muller e Sineia Abreu.

(Atualizada às 10:31hs)