Política

Presidente Bolsonaro adia viagem a Sinop, Sorriso e Nova Ubiratã

O presidente Jair Bolsonaro, que está se recuperando da Covid-19, adiou a visita que faria aos três municípios do Nortão no próximo dia 1º. Ele segue se recuperando, no Palácio do Alvorada e, ontem à noite, em live, disse que o novo exame mostra que continua com o vírus e se sente bem. “Espero, se Deus quiser, ficar livre nos próximos dias”.

Dezenas de compromissos oficiais, desde a semana passada, foram cancelados e remarcados e a visita a Mato Grosso vai ser marcada posteriormente.

A agenda anterior previa, em Sinop, a inauguração da primeira fase de uma indústria de álcool. Em Sorriso, o presidente também inauguraria outra planta de usina de etanol a base de milho que está em fase final.

Bolsonaro também iria a Nova Ubiratã (170 km de Sinop) lançar a colheita do algodão e entregar centenas de títulos de regularização fundiária para famílias de pequenos produtores rurais que obtiveram a documentação de suas terras. Ontem, na live, Bolsonaro falou sobre a regularização de terras a nível nacional e queimadas em pequenas propriedades. “Perdemos, há poucos dias, a medida provisória, caducou, que visava a regularização fundiária. Ou seja, hoje tem terra que o cara tá lá, todo ano ele pratica queimadas, sabemos disso”. “Mas, se tivéssemos como regularizar essa área dele… a medida provisória caducou porque a esquerda ainda tem uma força muito grande dentro do parlamento. E digo mais, ela caducou porque faltou entrar em votação. Se tivesse entrado em votação, teria sido aprovada”. “Caso tivesse sido aprovada essas áreas teriam sido regularizadas e uma vez não havendo detectado satélite (de monitoramento) focos de calor ou queimada, seja o que for, teria como saber rapidamente se (queimada) foi dentro da reserva legal ou não e quem é o dono daquela área”.

A nova agenda será definida juntamente com o ministério da Agricultura que está articulando a visita de Bolsonaro a Mato Grosso.

Só Notícias/Editoria (foto: reprodução You Tube)