Política

Prefeitura quer contratar mais 89 profissionais para atuar no combate ao coronavírus em Sinop

A prefeita Rosana Martinelli (PR) encaminhou, em regime de urgência, um projeto de lei pedindo autorização à câmara de vereadores para contratação temporária de 89 funcionários. Os profissionais irão atuar na área da saúde, reforçando o combate à pandemia de coronavírus e substituindo os que estão em grupo de risco e foram afastados das funções.

O projeto prevê a contratação de 11 médicos, 19 enfermeiros, 35 técnicos em Enfermagem, 20 agentes de saúde, dois psicólogos e dois assistentes sociais. As cargas horárias variam de 30 a 40 horas semanais. A previsão é que os profissionais sejam lotados em diversas unidades de saúde do município.

No projeto, a prefeita justifica que o intuito é “garantir a continuidade de prestação de assistência a saúde da população, bem como ao atendimento de uma demanda gerada por uma situação anormal e acima da capacidade de resposta do poder público, considerando a pandemia reconhecida mundialmente”.

Caso o projeto seja aprovado, a contratação será por meio de processo seletivo baseado em análise de currículo. Os contratos terão duração de seis meses e poderão ser prorrogados uma única vez, por igual período.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria)