Política

Prefeitura contrata 30 leitos para atender pacientes da Covid em Nova Mutum

A prefeitura de Nova Mutum abriu processo de dispensa de licitação para contratação de 30 leitos clínicos (enfermarias) para tratamento de pacientes da covid-19. O procedimento já foi homologado e a unidade médica responsável pelos serviços será o hospital Hilda Strenger Ribeiro, por meio da empresa que administra os leitos destinados aos pacientes do novo coronavírus.

O contrato a ser assinado entre o município e a empresa prevê o pagamento de R$ 1 milhão. A parceria terá duração de três meses e garante o atendimento de 60 pacientes, incluindo, além da internação, os “procedimentos clínicos, medicação, serviços profissionais, serviço de apoio diagnóstico terapêutico e quaisquer tratamentos necessários, em âmbito hospitalar, da doença infecciosa causada pelo coronavírus”.

A prefeitura justificou no certame que escolheu a “modalidade de pagamento do valor integral mensal independentemente de serem atendidos a totalidade de 60 pacientes, com o objetivo de garantir a disponibilidade de 30 leitos para o município, primando pela segurança da capacidade de atendimento à população”.

A administração ainda destacou que a contratação gerará economia aos cofres do município. “Tendo em vista que será mantido o atendimento à população em uma unidade hospitalar com uma melhor estrutura para receber os pacientes, ficará à disposição do município maior quantidade de leitos clínicos exclusivos para atendimento covid-19, enquanto que no hospital municipal são apenas 14 leitos para essa finalidade para atender até 60 pacientes”.

Segundo dados do governo estadual, Nova Mutum soma 2.333 casos confirmados de covid, sendo que 2.190 pacientes estão recuperados, 99 estão em isolamento, 10 estão internados e 34 infectados morreram.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: arquivo/assessoria)