Política

Prefeito reeleito de Cuiabá agradece aos eleitores, diz ter sido humilhado e que não é ladrão

O primeiro pronunciamento do prefeito reeleito da capital, Emanuel Pinheiro (MDB) foi de agradecimento aos eleitores e desabafo. “Foi uma injustiça o que fizeram comigo. não sou ladrão, não sou corrupto, eu fui humilhado todo esse tempo porque o processo corre em segredo de justiça”, declarou sobre o fato de ter recebido propina no governo Silval Barbosa (quando era deputado) e ter colocado maços de dinheiro no paletó, o que foi amplamente explorado na campanha pelos adversários.

“Moro há 25 anos nessa casa onde os meus filhos nasceram. E sou tachado por causa de uma imagem em que fui usado. Fui o homem errado na hora errada”. “Por puro oportunismo, leviandade e irresponsabilidade, por tentarem o poder pelo poder, me agrediram, me humilharam, bateram em mim 24h por dia”, desabafou o prefeito reeleito, ao lado da esposa e filho.

Ao definir sua vitória apertada nas urnas, hoje, ele disse que “foi uma virada histórica nessa reta final. Emoção, realização. Eu estou parecendo um guri de 18 anos quando ganha o primeiro carro”. No primeiro turno, terminou em segundo com cerca de 8 mil votos atrás de Abilio Junior. Hoje, ganhou com apenas 6 mil de vantagem – 135.871 votos (51,16%) contra 129.777 votos (48,85)%.

Só Notícias (foto: Marcus Mesquita)