Política

Prefeito eleito de Várzea Grande busca apoio para terminar VLT e diz que falta de água será resolvida

Um dos primeiros atos do prefeito eleito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), foi ir até a Assembleia Legislativa de Mato Grosso em busca de apoio para os projetos que pretende implantar no município a partir do ano que vem. Ele afirmou contar com a “parceria” do parlamento estadual, do governador Mauro Mendes (DEM) e do senador Jayme Campos (DEM) para “que a gente de sequência e continuidade a tudo que já foi feito na cidade levando obras novas com estas parcerias que temos”.

A primeira reivindicação é relação ao Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Obra da Copa do Mundo de 2014 que continua inacabada e atrapalhando os moradores de Várzea Grande. Na opinião de Baracat, uma decisão, seja qual for, precisa ser tomada. “Não pode ficar da maneira que está. Até porque tem um esqueleto no centro da cidade de Várzea Grande e atrapalha muito o comércio, a nossa mobilidade urbana. Ficou um negócio horrível na cidade. E a gente está sendo cobrado pelos munícipes sobre isso”, declarou.

O problema da falta de água na cidade, que foi a principal arma dos adversários na campanha já que Baracat era secretário da prefeita Lucimar Campos (DEM) e que contou com seu apoio e do senador Jayme Campos, deverá ser resolvido em breve, segundo o prefeito eleito.

“Nós temos alguns desafios e que a prefeita Lucimar já tomou iniciativa para resolvê-los. Na questão da água, já deu a ordem de serviço para a construção de uma nova ETA (Estação de Tratamento de Água) no bairro Cristo Rei que vai atender 100 mil pessoas em 72 bairros. E a gente consegue resolver o problema da água em 90% a 95%”, revelou.

Só Notícias/Marco Stamm (foto: arquivo/assessoria)