Política

Prefeito demite irmão secretário procurado pela polícia por sonegação

O prefeito Murilo Domingos decidiu demitir o irmão, Antonio Domingos, do cargo de secretário de Finanças da Prefeitura de Várzea Grande, em função das denúncias de envolvimento com crime de sonegação fiscal, corrupção e formação de quadrilha. A decisão foi manifestada nesta quinta-feira através de nota. Para o lugar de Toninho, foi indicado o técnico Bolanger José de Almeida, de fortes ligações com o PMDB, em especial com o grupo liderado por Sarita Baracat, mãe do vice Nico Baracat.

Na nota, Murilo Domingos diz que a indicação de Bolanger para o cargo de secretário de Finanças se dá em caráter interino já que Toninho terá agora a missão de se defender das acusações que lhe foram formuladas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do Ministério Público Estadual, que resultaram na decretação de prisão temporária. Domingos ainda não foi encontrado pela Polícia Fazendária.

O curto comunicado da Prefeitura de Várzea Grande relacionado ao caso não faz alusão as críticas e sugestões feitas nesta quinta-feira pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Gonçalo “Pente Fino” de Almeida, que considera o prefeito, como irmão e um dos proprietários do empreendimento supostamente agindo na irregularidade fiscal, como co-responsável. O vereador quer que o prefeito prove que não tem participação no esquema. As acusações – diz a nota – “não interfere o desejo de implementar todas as ações necessárias ao desenvolvimento sócio-econômico no município, em respeito a vontade da maioria da população”.

Murilo Domingos, por fim, diz reconhecer “os relevantes trabalhos realizados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), no Estado de Mato Grosso”.