Política

Prefeito cobra presidente da câmara de Sinop sobre traçado no asfaltamento de estrada; “tá a favor ou tá contra”

O prefeito Roberto Dorner “cobrou” o presidente da câmara, Elbio Wolkeis, durante discurso no lançamento do programa de obras Sinop mais Transformação, sobre seu posicionamento político em relação do eixo da estrada Nanci, que começa a ser pavimentada. Dorner estaria insatisfeito com o ritmo da tramitação de alguns projetos da prefeitura enviados para o legislativo que não estariam tramitando com celeridade, por parte da presidência.

Em seu discurso, na segunda-feira, ao se referir ao início da pavimentação da Estrada Nanci, com ajustes no traçado, Dorner diz que teremos “60 metros de eixo de avenida”, “60 metros de largura, quero que os vereadores me ajudem a aprovar (uma parte da área que será usada na via é particular) porque nós precisamos”. “E vamos continuar com desapropriação, sem desapropriação, vamos ir para frente”, referindo-se a sequência do asfaltamento em direção a MT-220, e “porque vamos ter ciclovia que ficará às margens da rodovia e em outro trecho no meio. É esse o projeto do Roberto Dorner e quero aval dos vereadores para que comece a funcionar porque se não começar agora não vai dar certo lá na frente, vamos começar do eixo, né vereador ? (discursou, olhando para Elbio). Ou tá contra ?”, questionou o prefeito.

“Tá a favor ou tá contra presidente ?. Você tem que falar a verdade aqui pra todo mundo”, cobrou Dorner. “Sou a favor que daí vamos ter certeza que nosso trabalho vai continuar”, criticou o prefeito, rebatendo algumas criticas feitas, na câmara, pelo presidente do legislativo, a sua administração. Na sequência, Dorner fez pequena pausa para ouvir o que Elbio, teria respondido mas a fala não foi captada pelo microfone e Dorner encerrou o discurso: “Ok. obrigado”.

Na sessão da câmara, o presidente Elbio Wolkeis, disse que o asfaltamento da estrada Nanci tem grande importância e lembrou, que, ano passado, no início da gestão, esteve com vereadores em Brasília pedindo a deputados emendas (verbas) para esta obra. “Só que espero que não seja uma obra de 3, 4 anos”. “Que o dinheiro tem, R$ 33,3 milhões em conta, pra essa obra. Que não se passe o prazo e que tem que ter alinhamento de preços. Aí o dinheiro não vai dar”. “Que não aconteça, o que tá acontecendo no próprio distrito industrial Sul, no próprio Jardim do Ouro. Devemos continuar cobrando. O governador fez sua obrigação de mandar recursos”, discursou.

 

Só Notícias (fotos: assessoria)