quinta-feira, 30/maio/2024
PUBLICIDADE

PR discute estratégias para a eleição de outubro em reunião

PUBLICIDADE

Presidente estadual do PR, deputado federal Wellington Fagundes, coordena reunião da cúpula do partido, nos próximos dias, que contará com a presença do senador Blairo Maggi. Os republicanos discutirão as estratégias a serem deflagradas em Mato Grosso para as eleições municipais, priorizando cidades como Cuiabá e Rondonópolis. A posição do PR sobre o governo federal também passará pelo crivo do partido, que em âmbito nacional busca caminho para recompor a força política passando pelo Ministério dos Transportes.

O parlamentar disse que a meta, sobre o pleito municipal, é assegurar a construção de projetos próprios para as disputas às prefeituras e Câmaras Municipais. O nome do deputado é visto por membros da direção regional, como o secretário-geral, Emanuel Pinheiro, como via para liderar a corrida à gestão pública de Rondonópolis. Wellington se mantém em posição de reserva e prefere lembrar que as ações na Câmara Federal, onde também ocupa a posição de vice-líder do partido, requerem sua atenção.

De qualquer forma, existe a possibilidade e ele faz parte da lista de pré-candidatos republicanos. Quanto a Cuiabá, a sigla analisa várias vias, como o deputado estadual Sérgio Ricardo. Como Sérgio ainda não confirmou a disponibilidade de seu nome para o pleito, são aventadas outras possibilidades.

O contexto das alianças passa a ser criteriosamente checado. Existe de forma geral, entre as legendas, abertura para as composições, sempre mantendo interpretação de que o pleito municipal traz reservas, como em relação as peculiaridades políticas. Dessa maneira, abre-se o leque amplo para formação de parcerias. O PR está aberto para o diálogo e se depender de Wellington Fagundes, "será aliado de todo mundo", seguindo a nata habilidade do parlamentar de firmar aliados, mesmo em campo desconhecido e as vezes incerto.

Em Várzea Grande a sigla revê o projeto. O município passa por diagnóstico da direção estadual e deverá se ater a uma nova formatação. O objetivo é reforçar a legenda na cidade e recuperar o terreno perdido, com dissidências como a do atual prefeito, Sebastião Gonçalves (PSD), que busca a reeleição no próximo embate eleitoral.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Nova Mutum: investimentos em saúde chegam a 30% da arrecadação municipal

O investimento de recursos municipais na saúde foi de...

Guarantã investe R$ 444 mil na compra de mais uma ambulância

A prefeitura de Guarantã do Norte (230 quilômetros de...

Potencial do setor florestal de Mato Grosso é divulgado em feira na França

A comitiva mato-grossense que representa 523 indústrias associadas ao...
PUBLICIDADE