Política

Ministro da Educação deve visitar Sinop para tratar da emancipação da UFMT

A assessoria do Ministério da Educação confirmou, há pouco, ao Só Notícias, que está prevista visita do ministro Milton Ribeiro em Sinop, na próxima quarta-feira (29). Por outro lado, apontou que a agenda ainda não está fechada e não há definição de programação e horários.

Há pouco, a assessoria do senador Wellington Fagundes (PL) divulgou que o ministro deve participar, às 20h, de reunião na câmara de vereadores de Sinop para debater a emancipação da Universidade Federal de Mato Grosso campus de Sinop, que se tornaria Universidade Federal do Nortão de Mato Grosso (UFNMT).

Ainda segundo a assessoria, a inclusão de Sinop na agenda foi após solicitação do parlamentar. Anteriormente, a visita a Mato Grosso compreendia inaugurações, nomeações, homenagens e lançamentos de obras em Rondonópolis, Várzea Grande e Cuiabá.

Na reunião em Sinop, além de Milton, devem participar o prefeito Roberto Dorner (Republicanos), o secretário de Educação Superior do MEC, Wagner Vilas Boas e o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, Marcelo Ponte, bem como outras autoridades políticas.

Há, atualmente, projeto de lei que tramita no Senado. Em uma análise interna prévia, o MEC constatou que haveria necessidade da criação de 300 novos cargos (70 de técnicos administrativos) e investimento de aproximadamente R$ 8,3 milhões por ano, caso o projeto fosse implementado. A previsão inicial, é que os recursos já integrem a lei orçamentária de 2022.

Em agosto, houve encontro em Sinop, na câmara de vereadores de Sinop para dar continuidade a emancipação, que daria mais autonomia ao campus. Com a implementação, o campus deixaria, por exemplo, de estar muito ligado administrativamente a Cuiabá. Em junho, a reunião foi com representantes do MEC, onde o secretário Wagner Vilas Boas de Souza, deu sinalização favorável para o projeto.

Atualmente, o campus de Sinop conta com cursos de graduação em Agronomia, Matemática, Química, Enfermagem, Engenharia Agrícola e Ambiental, Engenharia Florestal, Farmácia, Medicina, Medicina Veterinária, e Zootecnia. São oferecidos ainda programas de mestrado e doutorado.

Conforme Só Notícias já informou, Fagundes já confirmou que, além do apoio do ministro, o projeto de emancipação já tem apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que já há confirmação de que Bolsonaro encaminhará projeto de lei criando a UFNMT.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: Isac Nóbrega/assessoria)