Política

Ministro afirma que produção de alimentos em Mato Grosso é a ‘mais ecológica do mundo’

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou que a produção de alimentos de Mato Grosso é muito mais ecológica e sustentável se comparada com a produção desenvolvida em outros países. A declaração foi feita, hoje, em Cuiabá, durante o evento que oficializou a adesão de Mato Grosso ao Programa de Aquisição de Alimentos  do Governo Federal. “Nosso país tem a maior cobertura vegetal do mundo, a maior cobertura florestal do mundo. A produção de Mato Grosso é a produção que, comparada com os nossos competidores internacionais, usa o menor volume de substâncias químicas”, analisou. “Nós temos o boi mais ‘verde’ do mundo. O boi criado em outras áreas do mundo compete com a alimentação humana. Aqui o boi se alimenta de pasto, ele é completamente ecológico”, acrescentou.

Mato Grosso é um dos principais produtores de alimentos do mundo e, apesar disso, mantém pelo menos 62% de seu território totalmente preservado. No Brasil, é o Estado com a maior produção de soja, milho, algodão e também de carne bovina, contando com o maior rebanho bovino do país.

O estado também despontou no ranking dos principais exportadores do país. Subiu da 6ª posição em 2019 para a 4ª em 2020 (janeiro a maio), com U$$ 7,7 bilhões exportados, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A exportação mato-grossense representa no momento 9,1% das exportações totais do Brasil.

Lorenzoni ainda destacou que o Governo Federal tem auxiliado o Governo de Mato Grosso a combater as queimadas no Pantanal. O fato foi reforçado pelo governador Mauro Mendes. “Começamos as operações no Pantanal em julho. Desde o primeiro momento que entramos, a Marinha e o Exército sempre estiveram presentes ao nosso lado. Em março, quando lançamos o Plano de Ação Contra o Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais, as forças armadas estiveram juntas na Operação Verde Brasil 2”, disse o governador, através da assessoria, concluindo que a união de esforços ajudou o Governo do Estado a manter 80% do pantanal preservado.

Só Notícias (foto: Mayke Toscano)